02
ago

Atalanta é campeã sul-americana

02 / ago
Publicado por Alexandre Gondim às 14:01

Chloé Calmon é a lider do circuito mundial. Foto; WSL/Hain

Com nota 10, a pernambucana local de Maracaípe, Atalanta Batista manteve sua invencibilidade no Peru e venceu a decisão do Huanchaco Repalsa Longboard Pro 2017.
A competição aconteceu em um mar enorme na Playa El Elio, exigindo um bom preparo físico para suportar a força das ondas de 6-8 pés entrando sem parar durante todo o dia.

Phil mescla com perfeição o estilo clássico com o surfe moderno. Foto: WSL/Hain

No mesmo campeonato, o bicampeão mundial Phil Rajzman conseguiu o desejado título sul-americano da WSL South America que faltava em sua carreira . Essa foi a quinta participação de Phil Rajzman nas sete edições do Huanchaco Repalsa Longboard Pro. Em duas, perdeu logo em sua primeira bateria no campeonato, mas foi finalista em dois anos seguidos .

“Estou muito feliz com meu primeiro título sul-americano aqui no Peru. As condições estavam difíceis, a maré muito seca, mas achei boas ondas e estou muito feliz”, vibrou Phil Rajzman. “A correnteza também estava muito forte, tivemos que remar muito mais, as ondas estão muito difíceis de achar as boas, mas tentei manter a tranquilidade na final e tive sorte também. O Julian (Schweizer) é muito talentoso, o Piccolo (Clemente) já havia me falado dele, que tinha potencial para ganhar esse campeonato, mas estou muito contente por ter conseguido o título sul-americano, que há muitos anos venho buscando. Quero agradecer a todos aqui do Peru e do Brasil também, é mais um título aí pra galera festejar comigo”.

Americana Kaitlin Maguire na foto de Renato Moreno

A decisão do título sul-americano de longboard feminino, entrou com um mar muito grande e a comissão técnica decidiu realizar baterias com quatro atletas. Elas foram as primeiras a encarar as ondas de El Elio no sábado e duas delas não conseguiram pegar nenhuma onda na primeira bateria do dia. A número 1 do ranking mundial, Chloé Calmon, e a peruana Carolina Thun, se classificaram nessa. Na outra, a peruana Maria Fernanda Reyes chegou a ter seu pranchão partido ao meio pela força da arrebentação. Vice-campeã em 2015, ela acabou eliminada pela americana Kaitlin Maguire e pela bicampeã sul-americana, Atalanta Batista.

Na grande final, a escolha das melhores ondas foi fundamental já que as ondas continuavam grandes e com forte correnteza. Atalanta Batista foi arrastada pelo espumeiro e jogada pela força das ondas que quebrou sua prancha principal. Ela pegou outra e ficou remando para retornar ao outside. Como não conseguia, passou a buscar as ondas do inside para pontuar na bateria e conseguiu notas 2,25 e 3,00 para assumir a ponta. Kaitlin Maguire também foi varrida pelas séries, ficou remando contra a corrente e surfou uma esquerda no inside para começar com nota 3,15. Já Chloé Calmon pega uma direita que rendeu 4,00 e sai do mar sem passar sufoco na arrebentação. As duas escolhem ir pela praia para voltar ao mar mais à esquerda, mais próximo do pico.

O posicionamento no mar estava difícil e as competidoras tinham que ficar remando o tempo todo. Quando a bateria parecia perdida para Atalanta Batista, ela pegou uma onda enorme que abriu uma parede limpa para ela mostrar suas manobras e arrancar a primeira nota 10 do campeonato. Com isso, a pernambucana voltou a liderar a bateria com sua compatriota Chloé Calmon, a número um do mundo, precisando de 5,01 para impedir seu campeonato sul-americano, nem o mar difícil de El Elio, que partiu outra prancha sua depois da nota 10 unânime dos quatro juízes, nem a líder do ranking conseguiram tirar a vitória de Atalanta.

No pódio as honras para os brasileiros Phil e Atalanta.

“Já estava muito feliz por estar aqui novamente em Huanchaco, mas as ondas dessa vez estavam muito difíceis, muito grandes, quebrei duas pranchas, tomei muitas séries na cabeça, mas estou com Deus, Ele me protegeu e me deixou calma para achar aquela onda incrível, que entrou perfeita para mim”, disse Atalanta Batista. “As minhas oponentes eram superfortes, uma que está liderando o ranking mundial (Chloé Calmon), uma campeã californiana (Kaitlin Maguire) e uma peruana também que é promessa (Carolina Thun). Mas, dei tudo de mim para conseguir superar todas as dificuldades e conquistar meu terceiro título sul-americano aqui em Huanchaco. Estou muito feliz e dedico essa vitória aos meus filhos, minha família e a todos que me apoiaram e torcem por mim”.

Veja abaixo vídeos do Huanchaco Repalsa Longboard Pro 2017.:

 


Veja também