05
set

Conheça quem venceu o pernambucano

05 / set
Publicado por Alexandre Gondim às 0:05

A estrutura em Olinda transforma o pico em uma arena. Foto: Alexandre Gondim

Cauã Nunes venceu, neste último fim de semana, em Olinda o Marands Surf Festival ,na etapa de abertura do circuito pernambucano de surfe 2017.

Ele vinha desestimulado com o esporte, reencontrou a vitória e a transformou em combustível para liderar o ranking entre os profissionais.

“Estou muito feliz com meu desempenho aqui no Zé pequeno. Fui consagrado campeão e sou muito grato as pessoas que acreditaram no meu potencial, pois eu estava muito desmotivado e querendo abandonar o surfe, mas agora estou muito confiante para seguir em frente com meu sonho! E é isso ai, vamos com tudo e obrigado pelo apoio!” Revelou o campeão.

Cauã Nunes adaptou-se bem as onda do Zepeline, como é chamado o pico pelos locais. Foto: Alexandre Gondim

Na semi final, Cauã venceu Tiago Silva que também tem bons aéreos em seu repertório de manobras para na final vencer Deyvison Santos, que irá representar o Brasil no próximo mundial no Japão. Nos últimos dois mundiais o representante pernambucano na seleção brasileira foi o próprio Cauã, em Portugal e na Califórnia.

Tiago Silva é destaque a nível nacional. Foto: Alexandre Gondim

Deyvison Santos foi o segundo colocado na profissional e também ganhou na categoria Open e júnior subindo três vezes ao pódio. Entre as mulheres Paula Mourão ficou em primeiro.

Deyvison Santos  subiu três vezes ao podio. Foto: Alexandre Gondim

Também se destacou o surfista Julio Pereira que venceu as categorias para os mais experientes: Senior e Master. Na iniciante o vencedor foi José Claudio e na mirim quem levou foi Lucas Lisboa que também ficou em segundo na iniciante e ainda se arriscou com os “feras” da categoria profissional.

Enquanto os competidores se alternavam dento do mar da praia de Bairro Novo, que apresentaram ondas muito pequenas e fracas, na área vip aconteceu uma homenagem aos surfistas pioneiros e reconhecidos por fomentar o surfe em Olinda.

Os homenageados foram Alemão, Andrea Feeburg, Breno Medeiros, Cézar Bocão, Deco, Dinho, Eduardo Formiga, Fábio Parizi, Gel, Irajá Neto, João Maurício, Juba, Luciana, Lucídio, Marcos Bornait, Marinho, Maurão Lucena, Mateus Sá, Neném, Ney Maranhão, Paulinho Boro, Paulinho Mendes, Paulo Pateta, Paulo Tampinha, Renatinho Mendes, Renato Lisboa Bolinho, Ricardo Cabeça, Robinho, Ruclécio, Tonho, Valencia, Xando, Zé Antônio, Beto Carneiro, Amarelo, Deninho, Sérgio Godoy, Marcio Matheus, Lito (In Memorian), Rogério Medeiros “Gero” (In Memorian), Robson (In Memorian) e Neguinho (In Memorian).

Veja a postagem anterior sobre este assunto:

Lendas do surfe no circuito pernambucano


Veja também