04
maio

WSL na piscina do Slater

04 / maio
Publicado por Alexandre Gondim às 21:42

Filipe Toledo rumo ao futuro. Foto: @WSL / Sean Rowland

Começa, 05/05, o evento inédito por equipes da World Surf League na piscina de ondas idealizada por Kelly Slater em Lemoore, na Califórnia, Estados Unidos. O primeiro WSL Founders´ Cup of Surfing será disputado até domingo, 06/05, por cinco times formados por três homens e duas mulheres, do Brasil, Estados Unidos, Austrália, Europa e Mundo com surfistas de outros continentes.

Cada equipe tem um capitão e o da “seleção brasileira” é Gabriel Medina, que vai competir junto com o também campeão mundial Adriano de Souza, Filipe Toledo, Silvana Lima e a jovem promessa catarinense, Tainá Hinckel, a mais jovem entre os 25 participantes, com apenas 14 anos de idade.

Taina Hinckel a caçula da competição. Foto: @WSL / Tom Bennett

A expectativa é grande entre os competidores, para surfar as ondas perfeitas da piscina criada por Kelly Slater, com chances iguais para todos, diferente das praias com toda a influência dos diversos fatores da Natureza. Os cinco componentes de cada time terão chances de pegar suas ondas para surfar as sessões de tubos, fazer manobras de borda e até aéreas também no Surf Ranch.

A World Surf League estará inaugurando um novo formato de competição e de apresentação de um evento especial como esse, com a garantia de ondas perfeitas em qualquer horário que as baterias forem marcadas.

A WSL Founders´ Cup será transmitida ao vivo pelo www.worldsurfleague.com. Ingressos foram vendidos ao público para conhecer toda a estrutura do Surf Ranch, preparada para receber a torcida também no interior da Califórnia.

Silvana Lima usara sua experiência em ondas perfeitas. Foto: @WSL / Kenneth Morris

O dono da casa, Kelly Slater, é o capitão da equipe norte-americana, que também tem outro campeão mundial, John John Florence, além de Kolohe Andino, Carissa Moore e Lakey Peterson. John John e Carissa defendem a bandeira havaiana no World Surf League Championship, mas na WSL Founders´ Cup os times representam os países como nas Olimpíadas, então competem juntos pelos Estados Unidos.

Assim como nos times do Brasil e dos Estados Unidos, a Austrália também convocou dois campeões mundiais, o capitão Mick Fanning e Joel Parkinson, sem contar as meninas, a hexacampeã Stephanie Gilmore e a atual bicampeã Tyler Wright. Outra fera completa a equipe australiana, Matt Wilkinson.

Gabriel Medina será o lider brasileiro. Foto: @WSL / Kenneth Morris

O time da Europa é o único que tem uma capitã, Johanne Defay. Além dela, a equipe é composta pelo também francês Jeremy Flores, o português Frederico Morais, o italiano Leonardo Fioravanti e a alemã Frankie Harrer.

Já a equipe Mundo será formada por dois surfistas da África do Sul, o capitão Jordy Smith e Bianca Buitendag, o japonês Kanoa Igarashi, o taitiano Michel Bourez e a neozelandesa Paige Hareb.

Adriano de Souza reforça a seleção brasileira com mais um campão mundial. Foto: @WSL / Sean Rowland

Agora, o Brasil já está entre as grandes potências do esporte, com dois títulos mundiais consecutivos, vitórias nos principais palcos do circuito e neste ano se tornou o primeiro país a superar a maioria australiana na história da elite que disputa o World Surf League Championship Tour. A WSL foi forçada a reconhecer isso e o Brasil terá um time próprio nesta primeira competição por equipes da história, assim como a Austrália e Estados Unidos.

Estranhei entre os amaricanos a presença havaiana, já que no mundo do surfe o Havaí é tratado com uma nação a parte.

Acompanhe ao vivo pela WSL e os comentários por aqui…

Leia também:

WSL compra piscina de ondas de Slater

Kelly Slater Waves Company, o sonho vira realidade.

Veja também:


Veja também