11
ago

Ex-presidiário confessa tiro que matou estudante de direito

11 / ago
Publicado por Felipe Vieira às 13:15

 

COM INFORMAÇÕES DE CLEIDE ALVES, DIRETO DE GOIANA

“Ele se assustou e botou o carro por cima de mim. Aí eu atirei nele”

Foi com essa frase que Tiago Gomes da Silva, conhecido como Binho, explicou porque atirou contra Edvaldo José Valença Neto, de 21 anos, em Goiana, Zona da Mata Norte. O homicídio aconteceu na última quinta-feira, quando um grupo de quatro pessoas tentou roubar o carro do jovem, um Jeep Renegade.

Tiago foi preso e um menor de 17 anos foi recolhido. A polícia ainda está atrás de Tiago Gomes da Silva (tem o mesmo nome de Binho, mas o apelido é Nino) e Andresson da Silva Nogueira.

Esses quatro estavam no carro no momento em que Edvaldo foi abordado, na principal rua de Goiana, a Marechal Deodoro, conhecida como Rua Direita.

O menor estava dirigindo, e Tiago Nino, no banco do carona. Atrás, Tiago Binho e Andresson. Foram esses dois últimos que desceram para fazer a abordagem.

Segundo a Polícia, o crime foi encomendado de dentro da Penitenciária de Igarassu por Renato Lira Alves de Souza. A ideia seria roubar um Jeep Renegade e trocá-lo por drogas na Paraíba. O quarteto já tinha roubado um modelo semelhante na quarta-feira.

Dos quatro envolvidos, três foram soltos este ano:

Andresson, preso por roubo, saiu da prisão em maio.

Tiago Binho, também preso por roubo e porte de arma, saiu em abril

Tiago Nino, preso por tráfico, foi libertado em junho.

Os presos estão sendo encaminhados para audiência de custódia em Nazaré da Mata, também na Zona da Mata Norte.

 


Veja também