10
jun

Vinte coisas que não podem faltar na mochila para a Chapada Diamantina

10 / jun
Publicado por Leonardo Vasconcelos às 7:35

Chapada Diamantina

 

O que eu preciso levar? Esta com certeza é uma das primeiras e principais dúvidas que vem logo na cabeça assim que se decide viajar até a Chapada Diamantina, na Bahia. Naturalmente já carregamos expectativas por ir conhecer um dos lugares mais bonitos e mágicos do Brasil, mas para que elas sejam atendidas é importante ter atenção na hora de montar a mala. Com um pouco de planejamento você garante trazer ótimas lembranças na bagagem de volta.

 

Leia mais:

A ilha encantada de Itamaracá

A aventura do rapel na Ponte Cascavel em Gravatá

Emoção na tirolesa de Calhetas

A maior tirolesa em atividade em Pernambuco

 

Bom, naturalmente, antes de viajar até a Chapada Diamantina pesquisei bastante sobre o que, de fato, era necessário levar. Claro que ninguém quer carregar peso desnecessário, nem ocupar um espaço valioso na mochila com algo dispensável. Alguns itens, ainda que não sejam utilizados, são essenciais e não devem ser esquecidos. Depois de muitas pesquisas e vivenciar na prática os mais diferentes tipos de passeios ao longo de 8 dias na Chapada Diamantina com a Chapada Adventure Daniel, sem dúvida a melhor agência de turismo da região,  acabei fechando uma lista com 20 itens que não podem faltar na sua mochila para visitar o local.

 

 

Segue abaixo a lista, item por item, com os respectivos comentários sobre a importância e os detalhes de cada um. Com esse chek-list básico o viajante pode ir se aventurar tranquilo e se “preocupar” em apenas deixar boas energias e trazer de volta recordações inesquecíveis.

 

 

20 coisas indispensáveis na mala para a Chapada Diamantina:

1) Mochila:
Se estamos falando sobre o que levar naturalmente temos que citar onde levar. Uma boa mochila resistente, de 10 a 30 litros, já é suficiente para dar conta de carregar tudo com tranquilidade e segurança.

2) Documento de identificação:
Item indispensável em qualquer viagem, ainda mais em se tratando de locais onde existem longas trilhas. Sempre é bom carregar consigo alguma cópia de um documento para qualquer eventualidade.

3) Dinheiro:
Algumas das principais cidades que servem de base para os passeios, como Lençóis, contam com alguns caixas eletrônicos, mas o ideal é levar para os passeios dinheiro em espécie para emergências e pagar adicionais não previstos nos pacotes como rapel e tirolesa, entre outros.

4) Tênis/bota:
Sem dúvida um dos itens mais importantes da lista. É imprescindível contar com uma boa bota ou tênis apropriado para trekking. Eles devem ser confortáveis e fortes para dar conta do recado e evitar os indesejáveis calos.

5) Chinelo/sandália:
Em alguns momentos é preciso trocar os calçados fechados pelos abertos para passar em alguns pontos das rotas. Por isso, um chinelo ou sandália deve ser levado até para dar um justo descanso aos pés depois de um dia inteiro de caminhada.

6) Roupas leves:
Como o calor é companheiro diário na Chapada a dica é apostar nas roupas leves e esportivas, de preferência camisas de manga longa e com proteção UV. Elas ajudam a proteger do sol que independentemente da época do ano costuma castigar.

7) Chapéu/boné:
Aproveitando que o assunto é sol não deixe de incluir na lista de coisas a levar um boné ou chapéu. No primeiro caso é bom apostar naquele tipo com aba grande e no último caso é interessante aquele tipo com protetor de nuca.

8) Óculos escuros:
Para finalizar a proteção para o sol não se pode descuidar dos olhos e aí um bom óculos escuros faz a diferença para não agredir a visão e deixá-la mais confortável.

9) Casaco:
À noite a temperatura cai consideravelmente às vezes e por isso é importante contar com algum casaco, sendo os do tipo corta-vento mais indicados. Nem precisa ser muito grosso. Geralmente um de tecido fino já resolve.

10) Remédios e itens pessoais:
Nunca se sabe quando vai surgir uma emergência por isso é melhor prevenir e levar consigo alguns medicamentos e produtos de uso pessoal por segurança. Remédios como antialérgicos, relaxantes musculares e de uso contínuo não devem ser esquecidos.

11) Roupa de banho:
Quase todos os roteiros incluem banhos em cachoeiras e rios então levar umas duas ou três peças de traje de banho é o mais indicado porque enquanto uma seca a outra está sendo usada.

12) Toalha:
Secar ao sol nas caminhadas de retorno dos passeios é bom, mas ainda assim a toalha é indispensável. Dê preferências aquelas não muito grandes, com grande poder de absorção e secagem rápida.

13) Protetor solar:
Não se deve brincar com o sol da região, mesmo em dias nublados. O protetor solar é fundamental, mas não se deve exagerar na dose antes dos banhos nos rios não poluí-los muito.

14) Capa de chuva:
Na dúvida não tenha dúvida e leve. É o tipo de coisa que se compra sem querer usar pensando em dia de sol, mas ela pode te salvar se o tempo fechar no meio do passeio. Elas são achadas com facilidade nas cidades. Eu comprei, não utilizei, mas me senti seguro em tê-la na mochila.

15) Repelente:
Os insetos estão lá no ambiente deles e você é o visitante, então é melhor se preparar para uma convivência pacífica com eles. Por isso, passar o repelente já é uma tarefa que deve ser incluída na rotina enquanto estiver no local. No geral, não senti muito a presença deles, mas é melhor se precaver.

16) Água:
Como todo e qualquer item vital, a água não pode faltar. Dependendo do trajeto percorrido garrafas de um a dois litros dão conta do recado e garantem uma boa hidratação ao longo da caminhada. Se for do tipo térmica melhor ainda para conservá-la fria por mais tempo.

17) Lanterna:
Taí um item importante não só para passeios à noite. Alguns roteiros de dia incluem visitas a cavernas e nessas horas é bom ter uma lanterna em mãos para poder desfrutar melhor da experiência e com segurança. Ao anoitecer ela é fundamental para se guiar sem sustos no caminho.

18) Câmera Fotográfica:
Cada paisagem da Chapada Diamantina merece ser registrada e para isso é imprescindível levar uma câmera fotográfica compatível com as belezas naturais da região. Como os passeios são longos e duram um dia inteiro ou até vários dias é prudente levar baterias extras e andar com carregadores de baterias portáteis.

19) Lanche:
Tanto esforço claro que gera fome e é importante se manter bem alimentado para dar conta dos roteiros que geralmente são um pouco puxados. Na hora da fome aposte em lanches mais leves como frutas, barras de cereais, chocolate, etc.

20) Sacola plástica:
Sujou, limpe. A regra básica de convivência e higiene se torna ainda mais imperativa em locais de preservação como a Chapada Diamantina. Portanto a sacola plástica deve sempre estar ao alcance das mãos para guardar resíduo que possa ser produzido ao longo do caminho.

 

REDES SOCIAIS:

 

 

*Acompanhe o @blogmochileo também pelo Instagram, Twitter, Facebook e Youtube.


Veja também