02
nov

Pesquise com antecedência para não cair em propagandas enganosas na Black Friday

02 / nov
Publicado por Bianca Bion às 14:36

Foto: Rovena Rosa/ Agência Brasil

 

A Black Friday já se consolidou no calendário do varejo anual como uma prévia do Natal. Por isso, os consumidores devem pesquisar com antecedência para evitar problemas no dia 24. Nos anos anteriores, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) constatou que houve maquiagem de preços.

LEIA TAMBÉM

» Prática do Direito do Consumidor será tema de curso na ESA-PE

» Contribuintes do Recife podem indicar imóveis para desconto de até 50% no IPTU

» CDL Recife lança plataforma de negociação de dívidas online

“Somente pesquisando antes é que o consumidor saberá se a compra vale realmente a pena”, ressalta o secretario nacional do Consumidor, Arthur Rollo. Ainda segundo ele, quanto maior a antecedência e mais ampla for a pesquisa, maior será a chance do consumidor fazer boas compras.

Evitar a compra por impulso é outra dica do órgão para que o cliente não se deixe levar por propagandas, aparentemente, muito vantajosas. “O consumidor deve limitar suas compras apenas àquilo que realmente precisa, evitando compras por impulso que possam levar ao superendividamento”, pontua Ana Carolina Caram, diretora do Departamento de Defesa do Consumidos (DPDC).

DICAS

1 – Toda a vez que você compra pela internet, tem sete dias para se arrepender, contados da efetiva entrega do produto, independentemente do motivo. Se após comprar o produto você constatar que seu preço não valeu a pena, pode se arrepender, comunicando o fornecedor, preferencialmente por carta, com aviso de recebimento. Nesse caso nenhum valor poderá ser descontado daquilo que você pagou;

2 – Não compre produtos lançados na Black Friday. Tratando-se de produto de lançamento, você não tem meios de aferir se realmente algum desconto está sendo concedido e se ele vale a pena;

3 – Compre apenas aquilo que você precisa e que conseguirá pagar. Em hipótese alguma contrate crédito para realizar suas compras e nunca entre no limite do cheque especial ou no crédito rotativo do cartão.


Veja também