07
jun

Procon pede que consumidor não faça estoque de gás de cozinha

07 / jun
Publicado por Edilson às 12:03

Consumidor deve evitar comprar vários botijões de uma vez para evitar falta do produto no mercado

O Procon-PE está realizando fiscalização a revendas de gás de cozinha. Esta semana, a inspeção que também observa a precificação dos botijões, foi realizada nos bairros de Joana Bezerra, San Martin e Cordeiro, na capital pernambucana. O Procon informou que, nas distribuidoras, os preços dos botijões de gás de 13 quilos se mantém em torno de R$ 60 e R$ 65, seguindo orientações do próprio órgão de defesa. Com relação a oferta de gás de cozinha, o Procon estipula que no prazo de cinco dias a distribuição deverá estar totalmente regularizada.

“Pernambuco abastece uma média de 104 mil botijões por dia em Suape, tendo aumentado em 30% essa produção para atender a população após a greve. Mas é preciso que as pessoas não se desesperem e parem de fazer estoque. Encontramos durante a fiscalização cidadãos na fila com três, quatro botijões. Além do armazenamento do botijão de forma inadequada ser perigoso, essa prática tem reduzido a distribuição para outras pessoas que também precisam ter acesso ao produto” afirmou o secretário de Justiça e Direitos Humanos do Estado, Pedro Eurico. O Procon reforçou ainda que é preciso denunciar os preços abusivos para que os estabelecimentos sejam vistoriados e punidos. O número é 0800-282-1512.


Veja também