16
maio

Inspirado em barbearias, salão ‘feminista’ oferece chope, tatuagens e sinuca

16 / maio
Publicado por o Viral às 13:46

O salão é inspirado nas barbearias modernas voltadas para homens
Foto: Reprodução/Facebook

Nos últimos anos, barbearias modernas, com decoração que remete a bares e salões de jogo, começaram a ter um crescimento notável nas grandes capitais. O empreendimento, no entanto, costuma ser totalmente voltado para o público masculino, enquanto para as mulheres sobram os salões tradicionais. Inspiradas nessa ideia, um grupo de gaúchas inaugurou em Porto Alegre o Mad’am Parlour, um salão de beleza que se apresenta como feminista e oferece serviços além de um simples corte de cabelo.

OS DIFERENCIAIS

Os serviços tradicionais como escova, depilação, manicure, pedicure estão todos presentes, mas o empreendimento não se limita só a eles. Entre alguns dos demais atrativos estão torneiras de chope, drinks, serviço de tatuagens e uma mesa de sinuca, localizados nos fundos do estabelecimento. A uma área funciona como bar para momentos de descontração entre as clientes, assim como acontece nas barbearias estilizadas que viraram febre entre os homens. Além disso, há espaços disponíveis para locação, cursos e oficinas, além de uma cadeira de cabeleireiro que será reservada à atuação de freelancers.

VEJA MAIS

Cabeleireiro usa cabelos cortados para fazer desenhos incríveis em salão

O salão de beleza é comandado por um time formado apenas por mulheres
Foto: Reprodução/Facebook

A IDEIA DO SALÃO FEMINISTA

“A ideia começou a surgir quando algumas clientes (em outro salão) contaram que tentaram ir em barbearias, mas não deixavam mulheres entrar nem para marcar horário. Eram como se fossem um templo masculino. Então, fizemos um templo feminino”, contou Hanny Barcellos, uma das sócias, ao Gaúcha ZH.

“A premissa é seguir o padrão de beleza que elas quiserem, e não aqueles que foram ditados por décadas por uma sociedade machista, contribuindo com a revolução da mulher moderna”, diz a descrição da página do Mad’am Parlou no Facebook. Além dos serviços serem voltados todos para mulheres, o salão se considera feminista por ter todo seu time também formado apenas por elas: desde o financeiro, até a parte artística e o cuidado com as chopeiras, feito por mulheres cervejeiras.

*Com informações do Gaúcha ZH.


Veja também