07
jun

Análise: vinda de Temer e Dilma ao Nordeste e a diferença para a Era Lula

07 / jun
Publicado por Giovanni Sandes às 7:47

Na imagem, Dilma e Lula visitam transposição durante eleições 2014. Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula
Na imagem, Dilma e Lula visitam transposição durante eleições 2014. Foto: Ricardo Stuckert/ Instituto Lula

 

Mesmo sem confirmação, uma possível visita ao Nordeste pelo presidente interino, Michel Temer (PMDB), provoca no mínimo curiosidade. Confirmada, seria uma nova fase na disputa política entre Temer e a presidente afastada, Dilma Rousseff (PT), porque as agendas teriam períodos coincidentes: Dilma pretende vir ao Nordeste, em busca de apoio, justo na semana que vem.

Análise: Temer propõe “pedalada”, com devolução antecipada de R$ 100 bilhões pelo BNDES

Fotógrafo que registra presidentes desde 1965 mostra fim melancólico de Dilma e da Era PT

A região é o principal reduto político do PT. Nela, até o governo Lula (PT) visitas presidenciais e de ministros eram quase coisa de popstar. Isso mudou com Dilma. Isolada, ela passou a vir em cercadinhos, eventos de acesso restrito, para evitar protestos. As vindas passaram a gerar tensão.

Temer tem sete ministros da região, quatro de Pernambuco. O que não garante unanimidade, como ouvido ontem no passeio de metrô do ministro das Cidades, Bruno Araújo (PSDB). Temer viria ao Estado e para Alagoas do governador Renan Filho (PMDB).

Análise: áudio de Jucá revela o óbvio, mas necessário lembrar, sobre o PMDB

Ministro diz que “Minha Casa” tem 50 mil moradias prontas e não entregues por motivo político

Há uma semana, o ministro da Integração, Hélder Barbalho (PMDB), disse ao governador Paulo Câmara (PSB) que Temer de fato queria vir ao Nordeste em breve. Hélder deve vir a Petrolina entregar obras e talvez esticar para ver a transposição do Rio São Francisco.

Já pensou se Temer visitasse junto a principal bandeira petista na região? Qual seria a reação popular? E a do PT?


Veja também