17
jan

Futebol precisa de mais Felipes Melos

17 / jan
Publicado por Carlyle Paes Barreto às 12:29

Felipe Melo voltou ao Brasil mostrando a mesma cara de mau. Mas autêntico como poucos. Foto: AFP
Felipe Melo voltou ao Brasil mostrando a mesma cara de mau. Mas autêntico como poucos. Foto: AFP

Sabe aquelas coletivas com as perguntas de sempre? E jogador com as costumeiras respostas? Monossilábicas ou com texto pronto. Sem detalhar, sem ir a fundo em assuntos. Ou simplesmente sem querer entrar em polêmica. São consequências do futebol moderno. Que não pode atacar adversários, nem causar embaraços para o próprio clube. Para uns, tornando o esporte mais chato. Para outros, um mal necessário.

Só que esta semana duas entrevistas saíram da curva. E causaram alvoroço. Uma positiva. Outra bem negativa. Cada uma ao estilo dos personagens.

Presidente do Audax, Vampeta quis brincar com o São Paulo, que reclamara de ingressos a R$ 100 para a estreia do Paulistão. O ex-jogador aproveitou para brincar, dizendo que teria tapete vermelho e pétalas de rosas na recepção aos são-paulinos. A quem segue chamando de bambis.

Nesta terça foi a vez do volante Felipe Melo ligar a metralhadora, em sua apresentação ao Palmeiras. Falando em dar tapa na cara de rivais, respondendo bruscamente a jornalistas, se defendendo de acusações. E atacando. Com números. Com explicações abalizadas.

Vampeta pode ser mais engraçado. Até dar mais audiência. Mas o futebol brasileiro precisa mais da autenticidade de Felipe Melo. Bem mais.


Veja também