09
jan

Em crise com a PM, governador de PE autoriza aumento e promoções para polícias Civil e Científica

09 / jan
Publicado por Raphael Guerra às 7:00

Lei sancionada pelo governador Paulo Câmara determina reajustes salariais para as polícias
Lei sancionada pelo governador Paulo Câmara determina reajustes salariais para as polícias

Em um momento delicado por conta da queda de braço com a Polícia Militar, o Governo de Pernambuco sancionou lei complementar que autoriza aumentos salariais e promoções para as polícias Civil e Científica. O acordo prevê aumentos já a partir de janeiro deste ano e também em 2018.

Um delegado, por exemplo, passa a receber um salário base de R$ 15.452, 07. Daqui a um ano, o valor subirá para R$ 17.769,89. Em dezembro de 2018, está previsto mais um aumento. O salário será de R$ 19.793,57. Isso para os delegados de primeira classe.

Os delegados especiais terão aumentos ainda maiores. A partir deste mês receberão pouco mais de R$ 19 mil. Em dezembro de 2018, o salário já ultrapassará R$ 26 mil. No total, três aumentos em menos de dois anos.

Os cargos de perito criminal e médico legista também terão três aumentos previstos pela lei complementar aprovada pelo governador Paulo Câmara. Passam a receber neste mês, bruto, R$ 4.578,82. Mas, daqui a um ano, o aumento será de 6% no valor atual. Em dezembro de 2018, haverá mais um aumento, entre 5% e 10%.

Todas as mudanças aprovadas para as polícias Civil e Científica foram publicadas no Diário Oficial do sábado (07).

LEIA MAIS: Ministério Público investiga Programa de Jornada Extra

Negociações com a PM

Enquanto isso, comandantes da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros negociam com o Governo do Estado aumentos salariais para a categoria e também melhores condições de trabalho. As associações dos militares pedem equiparação de salários com a Civil, mas o Governo já sinalizou que isso não será possível. A previsão é que até a primeira semana de fevereiro o impasse chegue ao fim.

Uma das propostas em análise é o aumento no valor das horas extras pagas aos policiais, no Programa de Jornada Extra (PJEs). 

Os policiais militares estão em operação padrão há mais de um mês, o que tem trazido prejuízos para a segurança do Estado.

Leia Mais

SDS cancela férias dos policiais civis e militares em janeiro

PMs que ameaçarem colegas que queiram dar plantões podem ser presos

Governo de PE altera decreto sobre transferência de policiais civis e militares

 

 


Veja também