11
mar

Ex-chefe da Polícia Civil assume desafio de combater as drogas em Pernambuco

11 / mar
Publicado por Raphael Guerra às 12:09

Delegado Antônio Barros assume Departamento de Repressão ao Narcotráfico. Foto: Ravi Soares/Rádio Jornal
Delegado Antônio Barros, ex-chefe da Polícia Civil de Pernambuco, assume Departamento de Repressão ao Narcotráfico. Foto: Ravi Soares/Rádio Jornal

O delegado especial Antônio Barros, que deixou o cargo de chefe da Polícia Civil de Pernambuco no mês passado, vai assumir um novo desafio a partir da segunda-feira (13). Ele será gestor do Departamento de Repressão ao Narcotráfico (Denarc) no Estado. O novo desafio faz parte de um pacote de mudanças adotadas pela Secretaria de Defesa Social (SDS) para tentar frear o aumento da violência, reforçando as investigações de homicídios e de repressão às quadrilhas especializadas em tráfico de drogas.

Empolgado com o a nova missão, Antônio Barros usou as redes sociais para convocar a população para contribuir com a queda dos índices de violência no Estado. Ele pede que quem tiver alguma denúncia relacionada ao tráfico de drogas, por exemplo, entre em contato com ele, por mensagem privada, e faça a denúncia.

“Coloco-me à disposição para receber denúncias que podem ser feitas diretamente a mim, de forma privada e sigilosa, através do ‘messenger’ do Facebook. Obrigado a todos e que Deus nos proteja”, disse. “Será uma experiência nova e gratificante para mim, pois na minha vida profissional também já pude contribuir chefiando várias outras unidades e funções da segurança pública”, completou o ex-chefe da Polícia Civil.

Experiência

Barros tem vasta experiência no comando de departamentos estratégicos da Polícia Civil de Pernambuco. Antes de assumir o cargo máximo, em 2015, ele estava à frente da chefia de inteligência. Também já foi gestor do Departamento de Repressão aos Crimes Contra o Patrimônio (Depatri) e titular do Grupo de Operações Especiais (GOE).

Leia Mais

SDS muda gestor do Departamento de Homicídios pela segunda vez neste ano

Lista dos municípios mais violentos de Pernambuco

SDS transfere 22 delegados para outras unidades no Estado

 


Veja também