01
dez

Tragédia na Tamarineira: universitário deve ser transferido de presídio

01 / dez
Publicado por Raphael Guerra às 14:30

Motorista que causou acidente trágico na Tamarineira está no Cotel. Foto: Felipe Ribeiro/JC Imagem

Por medida de segurança, o universitário João Victor Ribeiro de Oliveira, de 25 anos, que provocou o grave acidente que deixou três mortes na Tamarineira, Zona Norte do Recife, pode ser transferido para outro presídio na próxima semana. Ele está no Centro de Observação e Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, desde a tarde da segunda-feira (27), quando a Justiça decretou a prisão preventiva dele. João Victor está numa cela isolada.

A possível transferência dele está sendo discutida por gestores da Secretaria Executiva de Ressocialização (Seres). Uma das alternativas em análise é levá-lo para uma unidade no Interior do Estado, onde o caso tem menos repercussão. A principal preocupação é com a integridade física do universitário, que teria recebido ameaças no Cotel. Transferências desse tipo são comuns em casos polêmicos.

Desde que chegou ao Cotel, João Victor teve contato apenas com agentes penitenciários, médicos e psicólogos, além do advogado de defesa – contratado pela família. As primeiras 24 horas dele no presídio foram de choque. Diferente da frieza que demonstrou nas primeiras horas logo após o acidente, ele estava abalado, chorando e dizia, o tempo todo, que não queria ter provocado nenhum acidente. A descrição do comportamento dele foi repassada por agentes penitenciários ao Ronda JC.

Mas a transferência pode não acontecer, já que a defesa informou, em entrevista ao Jornal do Commercio, que solicitou à Justiça que o universitário seja encaminhado para uma clínica de reabilitação. Caso o pedido seja aceito, ele deixará o Cotel.

Leia o que disse o juiz responsável por decretar a prisão do motorista

INDICIAMENTO

João Victor foi autuado em flagrante pela polícia por duplo homicídio doloso (com intenção de matar) e tripla lesão corporal gravíssima. Mas, a conclusão do inquérito policial, coordenado pela Delegacia de Delitos de Trânsito, será diferente, visto que uma das crianças faleceu na tarde da segunda-feira (27) e ele também deve responder pela morte do feto da babá Roseane Maria de Brito, 23 anos. A conclusão deve ser divulgada até a próxima quarta-feira (6). O universitário ainda é investigado em outro inquérito por suposta agressão.

LEIA TAMBÉM

‘Pedimos que continuem em oração’, diz família das vítimas de tragédia

Lei Seca arrecada por mês R$ 1,5 milhão em multas a motoristas embriagados

Mais de 450 mil multas por alta velocidade registradas neste ano em Pernambuco

Polícia Civil de PE quer negociar delação premiada com traficantes e homicidas

 

 

 


Veja também