28
dez

2017: Em Pernambuco, violência subiu e transparência sumiu

28 / dez
Publicado por Raphael Guerra às 8:15

Aumento desenfreado da violência em Pernambuco expõe a crise do Pacto pela Vida. Foto: JC Imagem

Pernambuco deve terminar o ano com aproximadamente 5,5 mil assassinatos registrados. Além de ser um recorde histórico da violência, o resultado demonstra que a guerra contra a criminalidade não está sendo combatida de maneira eficaz pelo Governo do Estado. No ano em que o programa de segurança Pacto pela Vida completou dez anos, não houve freio para os homicídios, nem para os crimes contra o patrimônio (roubos e furtos). A promessa de novos policiais civis e miliares para reforçar a segurança nas ruas e para melhorar o poder investigativo ficou, mais uma vez, para o ano seguinte. É esperar.

Enquanto isso, o ano de 2017 também foi marcado pela falta de transparência em relação à violência no Estado. Em fevereiro, após dez anos, a Secretaria de Defesa Social (SDS) anunciou que deixaria de divulgar, diariamente, informações sobre os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs). Nome das vítimas, idade, sexo, cor da pele, cidade onde o crime aconteceu. Todos os dados que serviam de base para estudos e para garantir mais transparência sobre o combate à violência foram retirados do site oficial da SDS. Em troca, um boletim mensal “seco” com o número de mortes passou a ser divulgado.

Os profissionais de segurança, como delegados, agentes, peritos e até gestores também passaram a ser proibidos de dar entrevistas à imprensa. Processos administrativos na Corregedoria da SDS se multiplicaram. As informações repassadas pelo setor de estatística e de comunicação também foram diminuindo e ficando restritas, muitas vezes, a apenas notas oficiais. Se o ano já era difícil por conta do impacto da violência, só cresceram as dúvidas quanto à falta de transparência quando o assunto era segurança.

Exemplo disso é que o blog solicitou à assessoria de imprensa da Polícia Civil de Pernambuco as estatísticas de inquéritos concluídos em relação aos homicídios registrados neste ano. Durante quase dez dias, inúmeros e-mails reforçando a solicitação foram enviados, mas o balanço não foi divulgado. O blog fez o mesmo encaminhamento à assessoria da SDS, mas nenhuma resposta foi dada.

LEIA TAMBÉM

Os 7 crimes que abalaram Pernambuco em 2017

 


Veja também