15
jan

Pelo menos 50 homicídios foram registrados neste fim de semana em Pernambuco

15 / jan
Publicado por Raphael Guerra às 7:14

Fim de semana violento: homem morreu durante culto evangélico em Camaragibe. Foto: Edson Araújo/TV Jornal

A menos de um mês para a chegada oficial do Carnaval, a violência não dá trégua. De acordo com estatísticas preliminares, obtidas pela Rádio Jornal, pelo menos 50 homicídios foram registrados neste fim de semana em Pernambuco. Somente entre as 6h da manhã do domingo até as primeiras horas desta segunda-feira (15), 18 pessoas foram mortas – entre elas um homem dentro de uma igreja da Assembleia de Deus, em Camaragibe.

Um homem também foi executado numa praça pública no Cabo de Santo Agostinho. Três amigos dele ficaram feridos e correm risco de morte. Essa pode ser a segunda chacina registrada neste mês.

Em apenas 15 dias, pelo menos 186 homicídios foram registrados no Estado. Destes, 94 foram no Interior, o que demonstra a necessidade de mais investimentos na segurança nas cidades que estão fora da Região Metropolitana do Recife.

BALANÇO

No ano passado, cerca de 5,5 mil homicídios foram registrados. O número é o maior da história do programa de segurança Pacto pela Vida, que está próximo de completar 11 anos. A Secretaria de Defesa Social (SDS) deve divulgar nesta segunda-feira, oficialmente, os números totais de mortes registradas em 2017, além de detalhes sobre os Crimes Contra o Patrimônio e casos de violência contra a mulher em ambiente familiar.

REFORÇO

Para reforçar a segurança e tentar diminuir as estatísticas negativas, uma nova turma de policiais militares deve chegar às ruas ainda no primeiro trimestre deste ano. Novos policiais civis, incluindo mais de 100 delegados, e peritos também serão incorporados à segurança pública do Estado. Novos concursos, porém, ainda são incertos. 

LEIA TAMBÉM

Os 7 crimes que abalaram Pernambuco em 2017

2017: Em Pernambuco, violência subiu e transparência sumiu

Só 37% das delegacias de Pernambuco funcionam 24 horas por dia

No Grande Recife, apenas uma Delegacia da Mulher é 24 horas. Mas cadê o delegado?

 

 


Veja também