14
fev

Pelo menos 74 homicídios foram registrados nos dias de Carnaval

14 / fev
Publicado por Raphael Guerra às 7:35

Apesar do reforço de policiamento, violência não deu trégua no Carnaval 2018. Foto: JC Imagem/Arquivo

Apesar do reforço de policiamento, os dias oficiais do Carnaval 2018 não foram tranquilos em Pernambuco. Da noite da sexta-feira até a meia-noite desta quarta-feira (14), pelo menos 74 homicídios foram registrados. Uma média de 15 mortes por dia. Os números foram contabilizados pela editoria de polícia da Rádio Jornal. A Secretaria de Defesa Social (SDS) ainda não confirmou se vai divulgar as estatísticas de violência.

Um dos homicídios ocorreu em um polo de folia no Recife. Alisson Rodrigo Aguiar Paiva, de 21 anos, foi executado a tiros no polo do Ibura, na noite do domingo. Naquele dia, os shows programados foram cancelados pela prefeitura. No dia seguinte, a mulher dele, Mikaelly Adriana de Souza, que estava grávida, também foi morta dentro de casa. O crime será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).

Somente neste ano, já são mais de 620 mortes violentas registradas no Estado.

CONFUSÕES

No Recife Antigo, foliões também reclamaram de brigas e até arrastões em algumas noites. Alguns vídeos com os registros circularam na internet. Já após o tradicional bloco Homem da Meia Noite, em Olinda, uma briga entre gangues rivais deixou pelo menos um homem ferido. Ele precisou ser socorrido e encaminhado para um hospital. Em nota, a Polícia Militar informou que, apesar disso, os foliões elogiaram a segurança na passagem do bloco.

GALO DA MADRUGADA

De acordo com a SDS, 69 ocorrências foram registradas durante o desfile do Galo da Madrugada. A maioria dos casos foram de agressões e furtos. O comandante do 16º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Silvestre, destacou que os foliões sentiram-se satisfeitos com a presença policial no Galo da Madrugada. “Os comentários que chegavam dos foliões era de que esse foi um dos desfiles mais tranquilos que já tinham visto”, afirmou.

LEIA TAMBÉM

Só 32% das investigações de homicídios em Pernambuco foram concluídas em 2017

Comando da PM pede que policiais não usem armas durante folga no Carnaval


Veja também