16
maio

Por dia, 11 pessoas foram mortas em Pernambuco no mês de abril

16 / maio
Publicado por Raphael Guerra às 7:00

Número de pessoas mortas caiu em abril, mas violência permanece alta em Pernambuco

O balanço da violência no mês de abril, divulgado pela Secretaria de Defesa Social (SDS), revela que os números de homicídios continuam elevados e desafiam os profissionais da segurança. Foram 356 assassinatos, uma diminuição de 30,7% em relação ao mesmo período do ano anterior. Mas, ainda assim, o resultado é alarmante: em média, 11 pessoas morrem por dia em Pernambuco. Na semana passada, o programa de segurança Pacto pela Vida completou 11 anos cercado de críticas.

A maior parte dos homicídios praticados em abril tem relação com o tráfico de entorpecentes, acertos de contas e outras atividades criminais. Das 356 vítimas, 73,31% foram assassinadas devido a essas motivações. Os conflitos na comunidade responderam por 49 mortes (13,7%). Nove homicídios tiveram relação com conflitos afetivos ou familiares. Já 13 casos foram de latrocínio (assalto seguido de morte) e um feminicídio.

No total, em quatro meses, 1.590 pessoas foram assassinadas no Estado. No mesmo período de 2017, foram 2.038 crimes contra a vida. A queda é de 21,98%. Entre outros fatores, a chegada dos novos policiais civis e militares contribuiu para esse melhor resultado.

“As estatísticas demonstram que o planejamento e a execução de ações de segurança pública, com investimentos importantes na contratação de policiais, viaturas, equipamentos e mapeamento das manchas criminais, estão alcançando resultados importantes, com consistência. Só em abril, foram presos 165 homicidas e, com a ampliação do efetivo policial militar nas ruas, estamos trabalhando para que a população se sinta mais tranquila e segura”, diz o secretário de Defesa Social, Antônio de Pádua.

LEIA TAMBÉM

SDS pede que policiais não usem redes sociais para falar sobre investigações

Em 13 anos, mortes em ações policiais aumentaram 623% em Pernambuco

500 aprovados na Polícia Civil devem ser convocados no segundo semestre

Homicídios em Pernambuco aumentaram 39% na gestão de Paulo Câmara

 


Veja também