09
nov

Colker fará performance em palco flutuante no Marco Zero

09 / nov
Publicado por Márcio Bastos às 10:00

Foto: Flávio Colker/Divulgação
Foto: Flávio Colker/Divulgação

Para O Cão Sem Plumas, Deborah Colker e Cláudio Assis têm registrado imagens da passagem da companhia por Pernambuco, com a intenção de utilizá-las, posteriormente, em cena. As primeiras filmagens já ocorreram em Belo Jardim e Brejo da Madre Deus e, por imagens divulgadas na internet, é possível ver os bailarinos cobertos de lama, recurso que estará presente no espetáculo.

A ideia é que a obra funcione como um híbrido de dança e audiovisual. Por isso, a parceria com Cláudio Assis ganha contornos de protagonismo, já que em alguns momentos da montagem serão exibidas apenas imagens.

“O espetáculo acompanha o trajeto do rio, do nascimento, passando pelo Agreste, pela Zona da Mata, chegando ao mangue, cortando a favela, a cidade, até desaguar no mar. É um processo de crescimento, rio vai crescendo, alargando. As filmagens vão refletir esse caminho e são um complemento a essa narrativa”, explica Colker. Ao todo, Deborah trouxe ao Estado 15 bailarinos, que se dividem na realização das oficinas e no intercâmbio cultural e artístico com as comunidades e os artistas pernambucanos.

LEIA MAIS
>> Deborah Colker traz ‘O Cão Sem Plumas a Pernambuco’
>> Deborah Colker fala da sua “dança-literatura”
>> Recife recebe a turnê de “Belle”, da Cia. Deborah Colker
No dia 24 deste mês, data na qual é comemorado o aniversário do Capibaribe, a companhia vai promover uma grande intervenção no centro do Recife, em uma espécie de culminância da residência em Pernambuco. Na ocasião, será montado um palco flutuante puxado por três barcos, que atravessará dos arrecifes, onde fica o Parque de Esculturas Francisco Brennand, até o Marco Zero em um percurso que durará 30 minutos.

Bailarinos têm postado fotos do processo na internet. Foto: Reprodução
Bailarinos têm postado fotos do processo na internet. Foto: Reprodução

“Será nossa homenagem ao rio. Apesar de já termos ensaiado, teremos que nos adaptar porque não treinamos com o balanço das águas, com os corpos cobertos de lama. É uma experiência nova para nós”, adianta.
A apresentação será exibida por telões montados no Marco Zero e as imagens captadas também farão parte do documentário e do espetáculo. A trilha sonora do espetáculo vai contar com a participação de artistas pernambucanos, como DJ Dolores (que deve estar presente no Marco Zero), Lirinha, Siba e Jorge Du Peixe.

Segundo Deborah, a ideia é estrear O Cão Sem Plumas em junho de 2017, no Teatro Guararapes. “Temos que estrear em Pernambuco”, enfatiza.


Veja também