04
fev

Conheça os vencedores do Prêmio Apacepe 2017

04 / fev
Publicado por Márcio Bastos às 0:12

O 23º Janeiro de Grandes Espetáculos entregou, nesta sexta-feira (4), em cerimônia no Teatro Apolo, o Prêmio da Associação dos Produtores de Artes Cênicas de Pernambuco (Apacepe) a produções pernambucanas que passaram pelos palcos da cidade durante o festival. Na categoria teatro adulto, a grande vencedora foi a peça Alguém pra Fugir Comigo, do Resta 1 Coletivo de Teatro, uma das estreias apresentadas no JGE, com cinco prêmios, entre eles Melhor Espetáculo. No âmbito da Dança, Segunda Pele, do Coletivo Lugar Comum, saiu vencedor em quatro categorias.

Uma das estreias mais celebradas do 23º Janeiro, Alguém pra Fugir Comigo trata, a partir de dramaturgia fragmentada, da situação do Brasil contemporâneo e as incertezas diante de um cenário desolador. Além do prêmio de Melhor Espetáculo de teatro adulto, a obra levou ainda melhor direção (Analice Croccia e Quiercles Santana), iluminação (Elias Mouret, em empate com Júnior Aguiar, por pa(IDEIA) – Pedagogia da Libertação); além de duas menções especiais do júri pelo elenco e para Ana Paula Sá e Quiercles Santana, pela dramaturgia.

LEIA MAIS
>> Confira as indicações do Prêmio Apacepe 2017
>> Crise política dá o tom do 23º Janeiro de Grandes Espetáculos
>> Fiandeiros aposta em dramaturgia original para crianças
>> Coletivo Lugar Comum reimagina ‘Segunda Pele’

Outros destaques desta categoria foram pa(IDEIA) – Pedagogia da Libertação, do Coletivo Grão Comum e Gota Serena, premiado nas categorias ator coadjuvante (Daniel Barros, que brilhou ainda em peças como Ossos, do Coletivo Angu), e melhor trilha sonora (Juliano Muta, Leonardo Vila Nova e Tiago West); e a peça de teatro de objetos O Mascate, a Pé Rapada e os Forasteiros, de Diógenes D. Lima, que levou melhor ator, melhor cenário e menção pela dramaturgia. Soraya Silva foi eleita melhor atriz por Olhos de Café Quente.


publicidade

Nas categorias de dança, Segunda Pele, espetáculo do Coletivo Lugar Comum foi consagrado como grande vencedor. Um detalhe interessante é que a primeira versão do espetáculo, totalmente diferente da atual, já havia sido premiada em duas categorias, em 2013. Este ano, a obra foi eleita como melhor espetáculo, levando ainda melhor bailarina (Maria Agrelli), melhor iluminação (Luciana Raposo) e melhor trilha sonora (Caio Lima e Hugo Medeiros). Júlio Roberto venceu como melhor bailarino por Bacnaré: 31 Anos de Resistência.

A Apacepe concedeu ainda prêmios para três profissionais, por suas contribuições às artes cênicas de Pernambuco: ao ator e diretor José Francisco Filho; a José Manoel Sobrinho e a Rudimar Constâncio.

Nas categorias infantis, dois espetáculos dominaram a premiação: Vento Forte Para Água e Sabão, da Cia Fiandeiros, e Chico e Flor Contra os Monstros da Ilha do Fogo, da Cia Biruta (Petrolina). A obra da Fiandeiros levou 9 prêmios, entre eles melhor espetáculo, melhor diretor (André Filho), melhor ator (Tiago Gondim), atriz (Dani Travassos, empatada com Juliene Moura, de Chico e Flor…).

CONFIRA TODOS OS VENCEDORES:

TEATRO ADULTO

Melhor Espetáculo

Alguém Pra Fugir Comigo – Resta 1 Coletivo de Teatro

'Alguém Pra Fugir Comigo'. Foto: Mariá Vilar/Divulgação
‘Alguém Pra Fugir Comigo’. Foto: Mariá Vilar/Divulgação

Melhor Diretor

Analice Croccia e Quiercles Santana – Alguém Pra Fugir Comigo

Melhor Ator

Diógenes D. Lima – O Mascate, a Pé Rapada e os Forasteiros

Diógenes utiliza o Teatro de Objetos para homenagear cidades-símbolos de Pernambuco. Foto: Divulgação
Diógenes utiliza o Teatro de Objetos para homenagear cidades-símbolos de Pernambuco. Foto: Divulgação

Melhor Atriz

Soraya Silva – Olhos de Café Quente

Melhor Ator Coadjuvante

Daniel Barros – pa(IDEIA) – Pedagogia da Libertação

Melhor Trilha Sonora

Juliano Muta, Leonardo Vila Nova e Tiago West – pa(IDEIA) – Pedagogia da Libertação

Melhor Iluminação (empate)

Elias Mouret – Alguém Pra Fugir Comigo

Júnior Aguiar – pa(IDEIA) – Pedagogia da Libertação

O ator Daniel Barros divide a cena com Júnior Aguiar, em 'Pa(Ideia)'. Foto: Diego di Nigro/Divulgação
O ator Daniel Barros divide a cena com Júnior Aguiar, em ‘Pa(Ideia)’. Foto: Diego di Nigro/Divulgação

Melhor Cenário

Diógenes D. Lima, Gustavo Teixeira, Triell Andrade e Bernardo Júnior – O Mascate, a Pé Rapada e os Forasteiros

Melhor Figurino

Marcondes Lima – Ossos

Melhor Maquiagem

Manuel Carlos de Araújo – Puro Lixo, o Espetáculo Mais Vibrante da Cidade

Prêmios Especiais do Júri de Teatro Adulto

Ao Resta 1 Coletivo de Teatro pelo elenco da peça Alguém Pra Fugir Comigo;

A Ana Paula Sá, Quiercles Santana e o Resta 1 Coletivo de Teatro pela dramaturgia da peça Alguém Pra Fugir Comigo;

A Diógenes D. Lima pela dramaturgia da peça O Mascate, a Pé Rapada e os Forasteiros.

Corpo de Jurados Teatro Adulto: Breno Fittipaldi, Jorge de Paula e Rita Marize

Coordenação/Produção de Corpo de Júri: Augusta Ferraz

_____

TEATRO PARA A INFÂNCIA

Melhor Espetáculo

Vento Forte Para Água e Sabão – Companhia Fiandeiros de Teatro

'Vento Forte...', da Fiandeiros,  trata de temas como a efemeridade da vida. Foto: Rogério Alves/Divulgação
‘Vento Forte…’, da Fiandeiros, trata de temas como a efemeridade da vida. Foto: Rogério Alves/Divulgação

Melhor Diretor

André Filho – Vento Forte Para Água e Sabão

Melhor Ator

Tiago GondimVento Forte Para Água e Sabão

Melhor Atriz (empate)

Juliene Moura Chico e Flor Contra os Monstros na Ilha do Fogo

Daniela TravassosVento Forte Para Água e Sabão

Melhor Ator Coadjuvante

Ricardo AngeirasVento Forte Para Água e Sabão

Melhor Atriz Coadjuvante

Geysa BarlaventoVento Forte Para Água e Sabão

Atriz Revelação

Gabriela Melo – Brinquedos & Brincadeiras

Trilha Sonora

André Filho e Samuel Lira – Vento Forte Para Água e Sabão

Melhor Iluminação

Carlos Tiago Alves Novais – Chico e Flor Contra os Monstros na Ilha do Fogo

'Chico e Flor...', da Cia Biruta, resgata lendas e tradições de Petrolina. Foto: Lizandra Martins/Divulgação
‘Chico e Flor…’, da Cia Biruta, resgata lendas e tradições de Petrolina. Foto: Lizandra Martins/Divulgação

Melhor Cenário

Antonio Veronaldo e Uriel Bezerra – Chico e Flor Contra os Monstros na Ilha do Fogo

Melhor Figurino

João Denys e Manuel Carlos – Vento Forte Para Água e Sabão

Prêmios Especiais do Júri de Teatro Para Crianças

A Giordano Castro e Amanda Torres pela dramaturgia da peça Vento Forte Para Água e Sabão;

À Cia. 2 Em Cena de Teatro, Circo e Dança pela pesquisa temática sobre abuso de vulneráveis na peça DORalice.

Corpo de Jurados Teatro Para Crianças: Ana Elizabeth Japiá, Márcia Cruz e Samuel Santos

Coordenação/Produção de Corpo de Júri: Augusta Ferraz

___________________

DANÇA

Melhor Espetáculo

Segunda Pele – Coletivo Lugar Comum

Espetáculo é reimaginado em nova temporada. Foto: Renata Pires/Divulgação
‘Segunda Pele’ é reimaginado em nova temporada. Foto: Renata Pires/Divulgação

Melhor Bailarino

Júlio Roberto – Bacnaré: 31 Anos de Resistência

Melhor Bailarina

Maria Agrelli – Segunda Pele

Melhor Iluminação

Luciana Raposo – Segunda Pele

Melhor Figurino

Gustavo Silvestre – Amor, Segundo as Mulheres de Xangô

'O Amor Segundo as Mulheres de Xangô'. Foto: André Nery/JC Imagem
‘O Amor Segundo as Mulheres de Xangô’. Foto: André Nery/JC Imagem

Trilha Sonora

Caio Lima e Hugo Medeiros – Segunda Pele

Prêmios Especiais do Júri de Dança

Ao elenco do espetáculo Dúvido, da Cia Sopro-de-Zéfiro/Cecília Brennand;

Ao elenco do espetáculo Bacnaré: 31 Anos de Resistência, do Balé de Cultura Negra do Recife (Bacnaré). Ambos porque demonstraram forças congruentes na excelente execução de suas performances.

Corpo de Jurados Dança: Dielson Pessôa, Nadja Maria e Viviane Ferreira

Coordenação/Produção de Corpo de Júri: Augusta Ferraz


Veja também