11
fev

Guia de ‘sobrevivência’ para o restante do Carnaval

11 / fev
Publicado por Luana Ponsoni às 8:00

Prestar atenção na hidratação é fundamental para evitar a indesejada ressaca.

Como de praxe, o Galo da Madrugada arrastou uma multidão no Sábado de Zé Pereira. Em meio ao calor e à animação do maior bloco de Carnaval do mundo, muita gente acabou perdendo o controle, sobretudo no que diz respeito ao consumo de álcool. Quem exagerou, provavelmente está acordando hoje com os piores sintomas da ressaca. Sem falar na sensação de cansaço. A boa notícia é que, de acordo com os especialistas, há como evitar esses problemas para manter o pique até o fim do Carnaval.

 

A grande questão é que tem gente que se anima tanto, principalmente depois que começa a beber, que não lembra de mais nada. Só vai voltar a si no outro dia, quando as pernas e costas já estão muito doloridas por causa das tensões de passar tanto tempo de pé, pulando e dançando”

Edja Mendes, fisioterapeuta

 

No que diz respeito à ressaca, o importante é estar atento a dois pontos durante os demais dias de festa. Como a rotina de quem é folião muda bruscamente, o indispensável é não deixar de se alimentar e de se hidratar. Para quem vai passar o dia inteiro na rua, o recomendado é caprichar no café da manhã. “Alimentar-se bem antes de encarar a folia faz toda a diferença, evitando que o álcool passe, em sua totalidade, para a corrente sanguínea e cérebro. Vale se preparar com alimentos que trazem proteção extra ao fígado, como alho, azeite, beterraba e peixes”, pontuou o nutricionista Wal Paes.

Além desses cuidados, é necessário estar atento para não passar longos períodos sem se alimentar. Nos momentos de pausa para um lanche, o nutricionista dá a dica de alimentos ricos em proteína, como carnes e queijos brancos. Intercalar as doses da bebidas com água, isotônico ou água de coco também é importante. “Sempre que for ao banheiro, aproveite para beber água. É um alerta do corpo na liberação de toxinas em busca de reidratação”, observou.

CANSAÇO

No que diz respeito às dores no corpo pós-folia, é fundamental escolher um bom tênis para os demais dias de festa. “As mulheres, que não abrem mão da elegância, podem calçar sandálias tipo anabela. São as que mais se aproximam do ideal”, ensinou a fisioterapeuta Edja Mendes.

Massagens nos pés, colocar as pernas para cima e alguns alongamentos também são sugeridos pela especialista após mais um dia de festa. “Essas medidas vão trazer muito alívio e uma recuperação razoável para o outro dia de folia”, ensinou.

 

 

 

 


Veja também