PUBLICIDADE
06
dez

Salgueiro terá câmpus da Univasf em 2019

06 / dez
Publicado por Margarida Azevedo às 19:30

Petrolina foi uma das primeiras cidades a ter câmpus da Univasf. Foto: Divulgação Univasf

Boa notícia para vestibulandos que moram em Salgueiro, no Sertão Central pernambucano: o município vai ganhar, em 2019, um câmpus da Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf). Serão ofertados os cursos de ciência da computação e engenharia de produção, cada um com 40 vagas.

Com a ampliação de 80 vagas dos dois novos cursos, a Univasf ofertará um total de 1.610 vagas no Sistema de Seleção Unificada (Sisu), plataforma online coordenada pelo Ministério da Educação (MEC) que usa as notas do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). O período de inscrições, anunciado pelo MEC, será de 22 a 25 de janeiro, com resultado no dia 28 do mesmo mês.

Salgueiro é a sexta cidade a ter uma unidade da Univasf. A universidade começou a funcionar em outubro de 2004 e atualmente oferece 28 cursos em cinco municípios de três Estados: Petrolina, em Pernambuco; Juazeiro, Senhor do Bonfim e Paulo Afonso, na Bahia; e São Raimundo Nonato, no Piauí.

A primeira turma de engenharia de produção vai começar no próximo semestre, em horário integral (aulas de manhã e à tarde). O curso de ciência da computação terá início no segundo semestre.

“As graduações de Salgueiro foram criadas devido à vocação da região, que se consolidou como um grande polo de logística multimodal”, afirma a pró-reitora de Ensino da Univasf, Monica Tomé.

Provisoriamente, a universidade funcionará no prédio da Faculdade de Ciências Humanas do Sertão Central (Fachusc), no Centro da cidade. Mas o câmpus definitivo já tem endereço certo: o terreno onde fica o armazém da antiga Rede Ferroviária Federal (RFFSA). Os projetos arquitetônicos começarão ainda este mês.

Segundo a pró-reitora, já houve concurso para professores que vão lecionar nos semestres iniciais. A previsão é que sejam convocados até março.

SISU

Além da Univasf, integram o Sisu, de Pernambuco, as federais UFPE e UFRPE e a estadual UPE. Os dois institutos federais, IFPE e IF do Sertão, também disponibilizam vagas no sistema coordenado pelo MEC.


Veja também