27
jun

Cupe capital brasileira do surfe

27 / jun
Publicado por Alexandre Gondim às 9:32

Cezar Aguiar foi o vencedor no ano passado. Foto: Chico Padilha

Em Julho a praia do Cupe no município pernambucano de Ipojuca, bem pertinho da mundialmente famosa Porto de Galinhas sediará três campeonatos brasileiros de surfe no próximo mês.

A terceira edição do Rota do Mar Surf and Music trará grandes surfistas nacionais durante três fins de semanas seguidos iniciando com o CBSurf Pro Tour, distribuindo R$ 110 mil em prêmios para os competidores.

A primeira etapa será válida para o campeonato brasileiro profissional, entre os dias 5 e 8 de julho. De 13 a 15 de julho é a vez do CBSurf Longboard Tour 2018 para os adeptos do pranchão. Já nos dias 21 e 22 de julho, o festival chega ao fim com a abertura do CBSurf Master Tour 2018, onde a velha guarda do surfe nacional apresentam-se mostrando toda longevidade do esporte.

As atrações musicais irão encerrar o festival, as bandas Sambarasta e Biarritz fazem shows gratuitos no dia 21/7, a partir das 21h, no Porto Culto, na vila de Porto de Galinhas.

Wiggolly Dantas estava entre os melhores do mundo em 2017. Foto: @WSL

Na busca do cobiçado título nacional, homologado pelo Comitê Olímpico Brasileiro e pelo Ministério dos Esportes, cerca de 70 atletas já estão inscritos para a categoria masculina. Entre eles o potiguar ex-CT Jadson André, Wiggolly Dantas e Jihad Khod, que estiveram entre os 32 melhores surfistas do mundo na elite do esporte mundial. O cearense Messias Félix que é bicampeão Brasileiro 2009/2012, também estará presente, assim como o quarteto fantástico de Ipojuca: Alan Donato, Júnior Lagosta, Luel Felipe e César Aguiar. Os quatro surfistas têm representado a cidade mundo à fora.

A categoria feminina também estará bem representada e já conta, até o momento, com 23 inscritas. A jovem de Santa Catarina Tainá Hinkel traz na bagagem os atuais títulos Sub 16 e 18, e integrou a equipe brasileira que competiu ao lado de grandes estrelas mundiais na competição por países no Surf Ranch, a piscina de ondas de Kelly Slater.

Tainá Hinkel é destaque entre as meninas do Brasil. Foto: Claudio Damangar/FPS

Representando Pernambuco vem Monik Santos que tera de superar a potiguar Gil Ferreira, a paulista Suellen Naraíssa, além da também catarinense Jaqueline Silva e da cearense Tita Tavares, dupla que tem títulos da divisão de acesso do surf mundial se quiser chegar ao campeonato.

O Rota do Mar Surf and Music é o primeiro evento profissional da CBSurf que, nesta nova fase, tem a missão de preparar o Brasil para o primeiro ciclo olímpico da modalidade visando as olimpíadas do Japão em 2020.

“Além dos títulos inéditos de campeões da abertura do CBSurf Pro Tour, com iguais 40 mil reais distribuídos para eles e para elas, o Rota do Mar Surf and Music abre o I CBSurf Pro Tour, único que dará índice para bolsa atleta e que pode ser classificatório para torneios da International Surfing Association (ISA). Ambas são alternativas para vagas nas Olimpíadas 2020”, comenta Adalvo Argolo, presidente da CBSurf.

Tita Tavares com toda sua experiência vem à praia do Cupe. Foto: Rodrigo Mesquita/Divulgação

Este é o quinto ano consecutivo que a Rota do Mar promove ou apoia eventos de surfe válidos como etapas das principais competições nacionais do surf. “O Rota do Mar Surf and Music é mais uma ação de incentivo da marca ao esporte e uma oportunidade de aproximação ainda maior com o público jovem. O evento mistura surfe, esporte, praia e música, refletindo o estilo de vida que inspira a nossa marca. Achamos muito importante estar presente e participar de um momento fundamental na história do surfe no nosso país, que passa pela preparação dos atletas para o primeiro ciclo olímpico”, comenta Lucas Galindo, gerente de Marketing da empresa.


Veja também