18
set

Ítalo Ferreira vai com tudo para piscina

18 / set
Publicado por Alexandre Gondim às 18:27

Italo Ferreira nos treinos na piscina. Foto: Kelly Cestari/WSL

Começa amanhã, 19/9,  a oitava etapa do World Surf League Championship Tour nas ondas do Surf Ranch em Lemoore, no interior da Califórnia, Estados Unidos.

E o potiguar Ítalo Ferreira chega nas artificiais da piscina desenvolvida pela lenda Kelly Slater,  O Freshwater Pro, motivado pela vitória no Isa Word Surfing Games no Japão com todo gás para conseguir sua segunda vitória no tour e garantir sua vaga nas Olimpíadas de 2020 e brigar pelo título, enfim, dois grande objetivos para o “guerreiro nordestino”.  Ele conquistou a medalha de ouro com uma nota 10 na final contra dois concorrentes ao título mundial  da WSL que estão na frente dele no ranking, Gabriel Medina e o californiano Kolohe Andino.

Gabriel Medina defende o título. Foto: Kelly Cestari/WSL

Esta etapa tem um formato de competição especial, diferente das outras realizadas no mar, que dependem da natureza, swell, maré e ventos. No Surf Ranch, as condições são iguais para todos os competidores. Será sempre a mesma onda produzida pela máquina, para todos surfarem uma direita e uma esquerda perfeitas, com tubos, sessões para usar a borda nas manobras e voar nos aéreos. Eles terão que mostrar suas habilidades surfando de frontside (de frente para a onda) e de backside (de costas), pois serão computadas a maior nota recebida na direita e a maior na esquerda.

Filipe Toledo voando no ano passado.  Foto: WSL

No ano passado, os melhores surfando de frontside e de backside, foram o bicampeão mundial Gabriel Medina que ficou com o título e Filipe Toledo, que vai competir no Surf Ranch com a lycra amarela do Jeep Leaderboard de número um do CT.

Entre os onze titulares da “Tempestade Brasileira” no CT, o único desfalque é o capitão do time, Adriano de Souza. O campeão mundial de 2015 voltou a sentir uma lesão após a ótima participação no Tahiti Pro Teahupoo e não vai competir no Surf Ranch. Mas, será bem substituído pelo atual campeão mundial Pro

Jadson Andre. Foto: Kelly Cestari/WSL

Junior da WSL, Mateus Herdy. O paulista Caio Ibelli também segue entrando na vaga do contundido John John Florence, então doze brasileiros vão disputar o título na Califórnia, um terço dos 36 participantes.

Após esta etapa restará apenas três para definir o campeão da temporada, os top-22 que ficarão na elite do CT e os classificados para as Olimpíadas de Tokyo 2020.

Willian Cardoso. Foto: Kelly Cestari/WSL

As próximas serão em outubro na França e em Portugal, última parada antes da grande final em dezembro em Pipeline, no Havaí. Então, acompanhe por aqui o BLOG DO SURFE e veja o que acontece. Boa Ondas !!!

Veja como foi no ano passado:

Medina showman !!!


Veja também