11
dez

Medina, Ítalo e Toledo seguem rumo ao título

11 / dez
Publicado por Alexandre Gondim às 14:09

Gabriel Medina. Foto: Kelly Cestarii/WSL

Os cinco concorrentes ao título de campeão mundial passaram pelo primeiro desafio do Billabong Pipe Masters em tubos de 8-10 pés nesta terça-feira, 11/12, no Havaí.

O bicampeão mundial Gabriel Medina fez o maior placar do dia, 17,30 pontos, em sua primeira defesa do título da etapa que encerra o World Surf League Championship Tour nas potentes ondas de Papiline e Backdoor no famoso lado norte da ilha de Oahu.

Gabriel Medina. Foto: Tony Heff/WSL

Filipe Toledo e Kolohe Andino também estrearam com vitórias, enquanto Jordy Smith e o líder do ranking, Italo Ferreira, passaram em segundo lugar nas suas baterias.

Apenas um brasileiro não se classificou para a terceira fase, Michael Rodrigues, que se despediu da divisão de elite do esporte com a derrota em último lugar no Havaí.

Filipe Toledo. Foto:Kelly Cestarii/WSL 

O atual campeão do Billabong Pipe Masters em homenagem à Andy Irons, Gabriel Medina, competiu numa hora boa do mar e foi o único a surfar dois tubos no critério excelente dos juízes, com notas entre 8 e 10. Ambos nas esquerdas de Pipeline e no melhor, saiu na baforada e ainda mandou um layback na junção para ganhar 8,80. Ele já tinha recebido 8,50 no anterior e trocou o 7,00 da primeira onda para totalizar imbatíveis 17,30 pontos.

O catarinense Willian Cardoso só surfou um tubo e valeu nota 6,33, para passar junto com Madina com 7,56 pontos, contra 6,10 do havaiano Imaikalani Devault, que vai voltar a enfrentar Medina na terceira fase.

Italo Ferreira . Foto: Kelly Cestarii/WSL v

O potiguar Italo Ferreira, lider do ranking, não venceu sua bateria e perdeu a condição de cabeça de chave número 1 do Billabong Pipe Masters. Com um tubaço incrível nas direitas do Backdoor, que valeu a maior nota do dia até ali, 9,40, o havaiano Billy Kemper derrotou Italo por 15,63 a 10,67 pontos e o cearense Michael Rodrigues caiu para a repescagem .

Jadson Andre . Foto: Kelly Cestari/WSL

É o líder quem vai puxar a fila da corrida do título mundial daqui pra frente. Italo vai abrir a terceira fase no confronto potiguar com Jadson André, que venceu a bateria da repescagem que marcou a saída de Michael Rodrigues da “seleção brasileira” do CT.

Dos cinco surfistas que estão na briga do título, apenas Italo Ferreira e Filipe Toledo ficaram na chave de cima do Billabong Pipe Masters, que vai apontar o primeiro finalista. Filipe entra na quinta bateria com o neozelandês Ricardo Christie, que está competindo contundido.

Jesse Mendes. Foto: Ed Sloane/WSL 

Gabriel abre a chave de baixo, na sexta bateria, contra o mesmo trialista havaiano Imaikalani Devault que derrotou na terça-feira. O sul-africano Jordy Smith está na 13º bateria com o paulista Jessé Mendes e o californiano Kolohe Andino disputa a última vaga para as oitavas de final com o havaiano Sebastian Zietz.

Kolohe foi o primeiro a competir na primeira fase, na segunda bateria, que foi fraca de tubos e ele ganhou, mas com a menor pontuação entre os vencedores do dia, 7,27 apenas, contra 4,34 do também americano Griffin Colapinto e 3,33 do Jadson André, que depois se classificou na repescagem que fechou a terça-feira.

Filipe Toledo estreou no confronto seguinte e pegou tubo nas direitas do Backdoor, outro melhor nas esquerdas de Pipeline, para vencer por 11,93 pontos. O também paulista Deivid Silva avançou junto com ele para a terceira fase, superando o neozelandês Ricardo Christie por 6,07 a 4,10 pontos.

Caio Ibelli. Foto: Ed Sloane/WSL

Hoje o “bicho vai pegar” com chamada para o início das competições as 15 horas. Se você perder o BLOG DO SURFE te contará como foi na próxima postagem….ALOHA !!!!!

assista as melhores imagens de ontem:


Veja também