19
Feb

Destaque do basquete pernambucano vai jogar em Santo André

19 / Feb
Publicado por Diego Toscano às 11:28

Destaque do Nosso Clube, ala Ster Silva jogará em uma das melhores bases do País. Foto: André Nery/JC Imagem.
Destaque do Nosso Clube, ala Ster jogará em uma das melhores bases do País. Fotos: André Nery/JC Imagem.

 

Você lembra de Ster Silva? Em outubro de 2015, o Cestinha fez uma matéria sobre a história de vida da atleta, que é um dos destaques do basquete feminino pernambucano. Nesta semana, a ala do Colégio 2001 e da equipe Nosso Clube recebeu uma grande notícia: vai jogar em São Paulo. Após chamar a atenção da técnica da Seleção Brasileira Sub-17, Anne Freitas, Ster foi contratada para as categorias de base do Santo André (uma das mais fortes do País), equipe paulista que disputa a Liga de Basquete Feminino (LBF).

 

LEIA TAMBÉM

Ster Silva encestou colesterol alto antes de virar destaque do basquete pernambucano

Confira as transmissões da semana 17 da NBA para o Brasil

 

“Quando me ligaram, nem acreditei. Vou jogar contra as melhores equipes do Brasil em um time grande, que joga a LBF (Liga de Basquete Feminino). Minha família está muito feliz e me apoiando. Agora é a hora de brigar por uma vaga na Seleção Brasileira. É o meu próximo sonho”, afirmou Ster.

A atleta é uma das mais antigas do projeto do Nosso Clube, equipe pernambucana que iniciou suas atividades com o basquete de base em 2010. No início, eram 340 crianças, 40 voluntários e apenas os sábados com quadra disponível.

“A maioria das crianças (carentes) passavam o dia inteiro com a gente, em atividade recreativas usando o basquete. Com a chegada de Mário (Ramires, treinador), afunilamos o grupo de atletas para alcançar o alto rendimento. Mesmo sem a habilidade necessária, Ster foi ficando, com a bola na mão e sempre pedindo sua oportunidade. Ela que começou a cavar suas próprias chances”, relembra Affini Júnior, presidente do Nosso Clube.

Do colesterol alto aos 11 anos, passando pelas dificuldades financeiras de ser de uma humilde família e até por problemas técnicos, Ster superou todas as expectativas. A “ruinzinha” da equipe virou o grande destaque da base feminina do Estado. Em seis anos, colecionou quase dez títulos, entre nacionais, regionais e estaduais. Em 2013, participou do maior feito do Nosso Clube: a medalha de prata no Encontro Sul-Americano de Clubes, em Novo Hamburgo (RS).

 

Em seis anos, foram quase 10 títulos com as camisas do Nosso Clube, do Colégio 2001 e por Pernambuco
Em seis anos, foram quase 10 títulos com as camisas do Nosso Clube, do Colégio 2001 e por Pernambuco.

 

“Além dos resultados, ela começou a mostrar um potencial incrível. Para se ter uma ideia, ela já chegou a fazer 46 pontos em apenas uma partida. A técnica da Seleção Brasileira (Anne Freitas) já vinha acompanhando desde o Sul-Americano, quando ficamos com o vice-campeonato. Porém, ainda faltavam as premiações individuais: Ster sempre batia na trave para ser o grande destaque de um torneio”, explicou Affini.

Os prêmios vieram em 2015. No ano passado, Ster foi eleita a melhor atleta Sub-17 de Pernambuco, melhor jogadora dos Jogos Escolares da Juventude (JEJ) e melhor ala da Segundona do Brasileiro de Seleções Sub-17. “A partir desses resultados, começaram a aparecer vários convites. Inclusive, mesmo fechada com Santo André, Presidente Venceslau também chegou a sondar a atleta”, relatou o presidente do Nosso Clube.

Para o técnico Mário Ramires, a atleta provou que, mesmo com as dificuldades que a vida lhe trouxe, a vontade de vencer sempre foi maior. “Muitas desistem na primeira adversidade, por questões técnicas, financeiras ou até familiares. Ster superou tudo isso e fez uma linda história em Pernambuco. Acho que agora é hora dela alçar voos mais altos”, explicou Mário, que acredita que o exemplo de Ster vai fomentar novas atletas no Estado.

“O mais importante de ter uma atleta que sai daqui para reforçar uma equipe de São Paulo é o exemplo que fica para as mais novas. Santo André é uma grande oportunidade para ela. Torço para que essa história de sucesso, de uma pernambucana que não desiste jamais, se torne uma semente para novas jogadoras”, ressaltou.

 


Veja também