05
dez

Histórias para a criançada no Quilombo da Xambá, em Olinda

05 / dez
Publicado por Amanda Tavares às 14:45

Praça é homenagem a Tio Luiz, sapateiro que morou no Quilombo de Xambá. Foto: Diego Nigro/JC Imagem

A calçada da esquina da Avenida Central com a Rua Iêda, no bairro de São Benedito, Olinda, não passa despercebida. Em meio ao entra e sai dos ônibus no Terminal Integrado de Xambá, quem transita por ali logo enxerga o muro grafitado com destaque para o desenho de um homem negro, como se contasse histórias, arrodeado de crianças. Canteiro com plantas sagradas para a cultura africana completam a beleza e emanam boas energias. É nesse espaço, batizado de Pracinha Tio Luiz, que será inaugurado, nesta quarta-feira (5), às 19h, o projeto Quartas Histórias no Quilombo da Xambá.

Luiz de França Paraíso, Tio Luiz, foi um sapateiro que atuou por muitos anos na Avenida Central. Morreu em 1996 e, em 2013 o imóvel onde funcionava seu estabelecimento foi derrubado para a construção do TI Xambá. A família resolveu homenageá-lo com a pracinha. “Tio Luiz contava histórias melhor que consertava sapatos. Todo mundo brincava dizendo que ele era um péssimo sapateiro. Conversava mais que consertava”, lembra, saudoso, Gledhson José da Silva, um dos sobrinhos. “As crianças gostavam dele, porque escutavam histórias e ganhavam bombons”, conta.

>>> LEIA TAMBÉM: Centro cultural resgata autoestima de comunidade quilombola

A tradição será mantida na praça, às quartas-feiras. “As crianças ouvirão sobre ancestralidade, terão oportunidade de conhecer mais sobre a origem do negro e conhecerão histórias de Tio Luiz que ficaram na nossa memória”, explica Guitinho de Xambá, outro sobrinho de Luiz.

O convidado desta quarta é o africano François Moise Bamba, contador de histórias e ator do Burkina Faso, África do Oeste. O Grupo Bongar, formado por integrantes do Centro Cultural Xambá, fará apresentação musical. Quem quiser participar basta levar um produto de limpeza para ajudar na manutenção do Centro Cultural.


Veja também