10
set

Perfil de liderança incrementa salário

10 / set
Publicado por Davi Souza às 11:00

Cursos de liderança podem aumentar mais de R$800 nos salários de profissionais.  Foto: Thinkstock

Para conseguir crescer profissionalmente e ter melhores salários, profissionais que almejam cargos de gestão devem procurar cursos de liderança e autoconhecimento. É o que aponta a pesquisa feita pela Fundação Estudar em parceria com a Fundação Getúlio Vargas (FGV), que registrou um aumento salarial de R$ 533 mensais para profissionais que fazem cursos de autoconhecimento. Já para quem participa de cursos de liderança os salários progrediram entre R$ 430 e R$ 828 mensais.

O estudo mostra, ainda, que os colaboradores que passam pelo curso de líderes têm, aproximadamente, 57,1% de chances de alcançarem a alta gestão das corporações.

Leia mais sobre cursos: Wyden lança quatro cursos de pós graduação para ensino a distancia

 

O coordenador de produtos da Fundação Estudar e cooperador da pesquisa em parceria com a FGV, Tito Ferraz, explica que saber as próprias reações diante de situações adversas, ter ciência de como se fortalecer em momentos difíceis no meio profissional e saber como colocar ideias em prática são conhecimentos oferecidos pelos cursos, e de bastante valia para o mercado.

“Essas habilidades adquiridas no curso são diferenciais para trabalho em corporações, mas não são fortemente exigidas”, afirma Tito. “Entretanto, comumente em entrevistas e seleções de profissionais que vão trabalhar em cargos de liderança as empresas avaliam os candidatos nos critérios trabalhados nos cursos em questão”, completa.

A headhunter Renata Moura acrescenta que o curso de autoconhecimento é o ponto de partida para o profissional que deseja ocupar cargos de liderança. “Como um funcionário pode gerir um grupo sem conhecer a si mesmo? O colaborador precisa saber quais pontos ele pode melhorar e quais aspectos positivos ele pode potencializar para poder ser um bom gestor”, diz a especialista.

EXPERIÊNCIA

O gerente regional de operações Felipe Suassuna passou por cursos preparatórios oferecidos pela empresa, voltados para as áreas de autoconhecimento e liderança, após os executivos da corporação em que trabalha perceberem a necessidade de adquirir uma maior produtividade para as equipes da empresa.

Ao longo do curso, os quesitos destacados e que posteriormente foram colocados em prática por Felipe têm ligação com a necessidade do líder e gestor da corporação ser referência nos quesitos por ele cobrados, e também com os cuidados imprescindíveis referente aos liderados. “Às vezes, olhamos tanto para as metas, indicadores e demandas que cobramos e esquecemos da preocupação com nossos funcionários. O curso me mostrou o quanto posso extrair do colaborador, preocupando-me verdadeiramente com ele”, relata o gerente.

No curso de autoconhecimento, Felipe explorou, e usa ainda nos dias de hoje, a ferramenta que identifica o perfil comportamental predominante no relacionamento social. “Através dessa identificação, pude não só me conhecer melhor, mas também notar os perfis comportamentais dos meus funcionários e agir conforme as características de cada um”, complementa.

CURSOS

As formações direcionadas à liderança e ao autoconhecimento podem ser encontradas no portal da Fundação Estudar (www.estudar.org.br). A headhunter Renata Moura recomenda também os cursos vinculados às áreas de gestão e autoconhecimento promovidos pela Sociedade Brasileira de Coaching (www.sbcoaching.com.br), além os do Instituto Brasileiro de Coaching (www.ibccoaching.com.br).


Veja também