Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

José Queiroz encontra-se com Eduardo Campos a portas fechadas para discutir ameaça do PTB

jamildo
jamildo
Publicado em 28/03/2014 às 20:56
Leitura:

Antes de se encontrar com Geraldo Júlio, o prefeito de Caruaru e presidente do PTB esteve reunido a portas fechadas com o governador Eduardo Campos, no Palácio do Campo das Princesas, nesta tarde, para discutir a sucessão estadual. Foi José Queiroz saindo e entrando João Lyra, antigos aliados mas hoje afastados em Caruaru.

O tema do encontro não foi divulgado. Extraoficialmente, a conversa girou em torno da sucessão de Eduardo e o apoio do PDT local a Paulo Câmara, diante da ameaça de intervenção do PDT nacional, a pedido de Dilma, para ajudar Armando Monteiro Neto, do PTB.

De acordo com uma das versões correntes, Eduardo Campos está jogando pesado para manter o PTB na esfera dos socialistas e sugeriu a Carlos Lupi, por meio de Queiroz, a possibilidade de eleger três deputados federais. Hoje o PDT tem dois, Wolney Queiroz e Paulo Rubem Santiago. O primeiro defende Paulo Câmara e o segundo trabalha por Armando Monteiro Neto. Na articulação sugerida pelos socialistas, a bancada federal do PDT não apenas seria mantida como ampliada. O PSB promete ajudar a reeleger Wolney, além de emplacar como federais Guilherme Uchoa e a irmã do prefeito de Timbaúba Marinaldo, chamada Balazinha.

O raciocínio é ajudar o PDT nacional a obter uma bancada maior e assim ampliar a participação no fundo partidário e tempo de TV, que são calculados com base no número de deputados federais. Como ocorre com todos os partidos congressuais.

Neste balé, ganhando mais força em Pernambuco, ao lado de Eduardo Campos, Lupi perderia argumentos para pedir uma intervenção, para levar a legenda local ao palanque de Armando Monteiro Neto, como se fez com o PT. Como tem ministros no governo Dilma, o PT estaria cobrando fidelidade ao PDT nacional. Nesta leitura, caberia a Lupi liberar as alianças regionais, uma vez que fechar com Dilma hoje seria difícil para Queiroz. Outra opção com a intervenção é Queiroz virar dissidente no partido.

Já o deputado federal Paulo Rubem, do PDT, disse a interlocutores, nesta sexta-feira, em almoço no Papaia Verde, que o PDT vai para Armando Monteiro Neto, pois Lupi quer atender pedido de Dilma, mas não quer promover uma intervenção. O deputado defende que José Queiroz fez uma gestão desastrosa a frente da presidência do partido, com perda de prefeitos e correligionários. Além disto, com a coligação com os socialistas, só seria possível eleger o deputado federal Wolney Queiroz. Na conta da opção PTB, além do alinhamento com Dilma no plano nacional, o PTB ainda está oferecendo espaço na chapa majoritária (candidatura a vice-governador, com Paulo Rubem).

No Recife

Os socialistas estão fechando todas as portas para que o senador Armando Monteiro Neto manobre, em Brasília, para que o PDT saia da órbita da Frente Popular e venha a fechar uma aliança com os petebistas.

Em reunião no início da noite, o presidente do PDT estadual, José Queiroz, esteve reunido com o prefeito Geraldo Júlio, a respeito da continuidade do partido em seu governo.

Hoje o PDT ocupa duas secretarias: a SEDA, Secretaria Executiva de Defesa Animal, tendo na pasta Rodrigo Vidal, e a Secretaria Executiva de Articulação, que ocupa a pasta o presidente do PDT no Recife, Wellington Batista.

unnamed

Últimas notícias