Ibope: candidatos têm mesma intenção de voto de maio

Blog de Jamildo
Cadastrado por
Blog de Jamildo
Publicado em 19/06/2014 às 10:17
montagembaixa FOTO:
Leitura:

A Confederação Nacional da Indústria divulgou na manhã desta quinta-feira (19) uma nova pesquisa do Ibope para a corrida presidencial que apresenta cenário quase idêntico ao do levantamento divulgado no dia 22 de maio. Na nova pesquisa, a presidente Dilma Rousseff (PT) passou de 40% para 39%, o senador mineiro Aécio Neves (PSDB) avançou de 20% para 21% e o ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) foi de 11% para 10%.

Os dados se mantém praticamente inalterados se considerada a margem de erro. Quarto colocado, o Pastor Everaldo permanece com 3%. Os demais candidatos somaram 6%. Os percentuais de votos em branco e nulo caiu de 14% para 13%. Os eleitores que não sabiam ou não responderam caiu de 10% para 8%.

Na pesquisa espontânea, quando os eleitores afirmam quem são os seus candidatos sem ter acesso a lista apresentada pelo instituto, Dilma aparece com 25%, Aécio com 11% e Eduardo com 4%. Inicialmente, a CNI havia divulgado esses números como resultado do levantamento, sem especificar que se tratava de pesquisa espontânea.

Veja o levantamento:

Apesar de o cenário geral tem mudado pouco, o levantamento mostra que os candidatos de oposição avançaram quando às intenções de voto em um eventual segundo turno da disputa presidencial.

Dilma manteve os mesmos 43% na disputa contra Aécio no segundo turno, mas o tucano passou de 24% para 30%. Contra Eduardo, a petista foi de 42% a 43% no segundo turno; enquanto o pernambucano evoluiu de 22% para 27%.

GOVERNO DILMA - O levantamento mostra ainda que a avaliação do governo Dilma caiu de 36% para 31%. O percentual de pessoas que confiam na petista também recuou de 48% para 41%. Foram apresentados como os principais problemas do governo as áreas de Saúde (78%), Impostos (77%) e Segurança Pública (75%).

DADOS TÉCNICOS - A pesquisa foi realiza entre os dias 13 e 15 de junho em 140 municípios. Foram ouvidas 2.002 pessoas. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Últimas notícias