Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Donos de jatinho que caiu com Eduardo querem indenizar moradores com acordo extra-judicial

Blog de Jamildo
Blog de Jamildo
Publicado em 12/09/2014 às 12:07
Crédito da imagem: Eduardo Knapp/Folhapress
Crédito da imagem: Eduardo Knapp/Folhapress
Leitura:

Crédito da imagem: Eduardo Knapp/Folhapress

Com informações da Folha de S. Paulo

Por meio de seus advogados, os empresário João Carlos Lyra Pessoa de Melo Filho e Apolo Santana Vieira estão entrando em contato famílias que tiveram os imóveis danificados com a queda do avião que matou o ex-governador de Pernambuco e então candidato à Presidência, Eduardo Campos.

O acidente aconteceu no dia 13 de agosto na cidade de Santos, litoral de São Paulo e outras seis pessoas, entre assessores e pilotos, também morreram.

Os empresários procuram as famílias para, com seus advogados, mediarem acordos extra-judiciais com as famílias que tiveram as casas atingidas pela queda do jatinho Cessna. A aeronave estava registrada na Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) em nome do grupo A.F Andrade.

Leia também:

>> PSB inclui avião que levava Eduardo Campos em nova prestação de contas

>> Antônio Campos visitou famílias prejudicadas com queda de avião de Eduardo

>> PT vai processar PSB por suposto caixa dois em jatinho da campanha de Eduardo

Os empresários fecharam a compra do avião no último mês de maio e chegaram a pagar parcelas da compra do jatinho, mas não informaram à ANAC.

Um dos advogados afirma que a decisão de indenizar as famílias foi motivada por "Razões humanitárias". No entanto, apenas as famílias que tiveram as casas danificadas serão indenizadas. Familiares de pilotos e passageiros não estão nos planos e os advogados alegam que esta será "uma responsabilidade apurada posteriormente".

Dias depois do acidente, a propriedade do avião já estava sob investigação da Polícia Federal, pois há suspeitas de que a aquisição da aeronave possa configurar crime eleitoral.

Apesar de ter sido usado por Eduardo desde o início da campanha, o jatinho ainda não apareceu na prestação de contas do PSB à Justiça Eleitoral.

Últimas notícias