Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

João Campos rebate alegações de que teria denunciado campanha irregular de Dilma na UFPE

Blog de Jamildo
Blog de Jamildo
Publicado em 18/10/2014 às 21:35
Leitura:

Carregando

Chegou ao meu conhecimento que tem circulado nas redes sociais mensagem de uma eleitora de Dilma afirmando que eu teria "acompanhado" uma ação do TRE na Universidade Federal de Pernambuco que apreendeu material de propaganda da sua candidata. A moça afirma que me viu passar logo após os veículos da Justiça Eleitoral. Quero esclarecer que não vi e nem tomei conhecimento de nenhuma ação do TRE. Se ela me viu passando, é porque ali eu estudo e estava simplesmente me dirigindo a alguma aula, pois pretendo me formar em breve no curso de engenharia civil. Eu peço à essa moça e a outras pessoas que estão divulgando essa informação falsa que repensem suas atitudes. Não se pode acusar as pessoas assim. O texto me chama de "príncipe herdeiro do império de Eduardo Campos". Bom, se há uma coisa que, de fato, eu herdei do meu pai foi a consciência de que política se faz com verdade, respeito e amor no coração.

Visualizar no Instagram

Filho homem mais velho do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos, e frequentemente apontado como mais provável sucessor político do pai, o jovem João Campos usou sua conta oficial no Instagram, neste sábado (18), para rebater as alegações de que teria denunciado um ato de campanha irregular da presidente Dilma Rousseff (PT) no Campus Recife da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE).

"O texto me chama de 'príncipe herdeiro do império de Eduardo Campos'. Bom, se há uma coisa que, de fato, eu herdei do meu pai foi a consciência de que política se faz com verdade, respeito e amor no coração", declara João Campos na postagem.

LEIA TAMBÉM:

>> No Recife, família e aliados de Eduardo Campos pedem voto para Aécio Neves

>> Filho de Eduardo lê carta de Renata Campos em apoio a Aécio

>> Família de Eduardo Campos é destaque no programa de Aécio Neves

>> Dilma vai procurar Renata Campos após a eleição, diz Gilberto Carvalho

>> “A família de Eduardo Campos não é um partido”, diz a prima do ex-governador

>> João Campos diz que participação na campanha não visa futuro político

>> Em campanha, João Campos diz que programas sociais de Miguel Arraes inspiraram Lula

"Chegou ao meu conhecimento que tem circulado nas redes sociais mensagem de uma eleitora de Dilma afirmando que eu teria 'acompanhado' uma ação do TRE na Universidade Federal de Pernambuco que apreendeu material de propaganda da sua candidata. A moça afirma que me viu passar logo após os veículos da Justiça Eleitoral", relata o jovem.

"Quero esclarecer que não vi e nem tomei conhecimento de nenhuma ação do TRE. Se ela me viu passando, é porque ali eu estudo e estava simplesmente me dirigindo a alguma aula, pois pretendo me formar em breve no curso de Engenharia Civil", explica em seguida.

Filho de Eduardo Campos lê carta escrita pela mãe. Foto: Bobby Fabisak/JCImagem Filho de Eduardo Campos lê carta escrita pela mãe. Foto: Bobby Fabisak/JCImagem

"Peço à essa moça e a outras pessoas que estão divulgando essa informação falsa que repensem suas atitudes. Não se pode acusar as pessoas assim", se queixa o jovem. A publicação foi reproduzida no Instagram do irmão, Pedro Campos.

Uma ação do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco (TRE-PE) aprendeu adesivos e panfletos da petista dentro do Campus na quarta-feira (15). A lei proíbe a propaganda política dentro de universidades porque elas são consideradas um bem de uso comum.

Paulo Câmara e João Campos. Foto: Aluísio Moreira/PSB Paulo Câmara e João Campos. Foto: Aluísio Moreira/PSB

Após a morte de Eduardo Campos em um acidente aéreo ocorrido na cidade de Santos, no litoral de São Paulo, no dia 13 de agosto, João Campos e outros dois irmãos, Maria Eduarda e Pedro, se engajaram na campanha do PSB em Pernambuco; assim como a mãe deles, Renata Campos, que chegou a gravar um depoimento para o guia eleitoral.

João Campos e Pedro chegaram a percorrer algumas cidades do interior e a discursar pedindo às pessoas que homenageassem o pai votando no candidato socialista ao Governo de Pernambuco, Paulo Câmara, eleito com 68,08% dos votos.

Há uma semana, também coube a João Campos a tarefa de ler uma carta de Renata declarando apoio ao senador mineiro Aécio Neves (PSDB) na corrida presidencial durante um comício do tucano no Recife. Aécio chegou a almoçar com a família Campos e usar imagens de João e de Renata em sua propaganda na TV.

Discurso de João Campos em Passira

Últimas notícias