Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Agora ministro, Armando Monteiro defende desburocratização

Blog de Jamildo
Blog de Jamildo
Publicado em 01/12/2014 às 15:39
Leitura:

Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil Foto: Fábio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Medidas para diminuir a burocracia estão entre os cinco eixos da gestão do senador pernambucano Armando Monteiro Neto (PTB) à frente do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. O anúncio do parlamentar para a pasta foi feito pelo Palácio do Planalto nesta segunda-feira (1º). "Vamos colocar o tema da competitividade no centro da agenda", disse na coletiva de imprensa concedida após o anúncio.

No período de transição, ao contrário dos outros nomes já confirmados para a equipe econômica no segundo mandato da presidente Dilma Rousseff (PT), Armando despachará já do MDIC, com o atual ministro Mauro Borges.

O primeiro eixo proposto por Armando Monteiro é a realização de reformas microeconômicas com pequeno impacto fiscal e desburocratização. Para ele, isso facilitaria o comércio exterior e o investimento. A segunda prioridade é provocar um comércio exterior mais ativo.

O incentivo ao investimento e a renovação do parque fabril brasileiro é o terceiro ponto principal para o novo ministro, que pretende reduzir a idade das máquinas em operação na indústria do País. Isso seria feito através de financiamentos com bancos públicos, viabilizando maior acesso dos recursos para pequenas e médias empresas. O quarto eixo é favorecer a inovação, ampliando o foco dos investimentos.

O último foco é o aperfeiçoamento da forma de gerir a pasta, que, na visão de Armando deverá ter objetivos e metas, além de avaliações periódicas e diálogo com o setor produtivo.

No discurso, Armando reconheceu que o País tem deficiências na captação do capital humano e na qualidade da infraestrutura, além de ter com características o excesso de regulamentações e de procedimentos burocráticos. O petebista ainda falou sobre o Mercosul, considerando que o bloco econômico é uma perspectiva de ampliação de mercado para o País, "o que fortalece a nossa posição negociadora".

LEIA TAMBÉM

Novo ministro de Dilma, Armando Monteiro lidera a oposição ao grupo de Eduardo Campos em Pernambuco

Planalto anuncia Armando Monteiro como novo ministro do Desenvolvimento

Últimas notícias