Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Pensões especiais para ex-congressistas já custaram 2 bilhões. Renata Campos e filhos são beneficiários

jamildo
jamildo
Publicado em 20/02/2015 às 12:25
Leitura:

Enquanto a esmagadora maioria dos cidadãos comuns pena nas filas do INSS para receber uma aposentadoria, 242 ex-deputados e ex-senadores têm asseguradas, para si, viúvas e filhos, pensões especiais vitalícias, custeadas pelos cofres da União.

O Instituto de Previdência do Congresso (IPC) foi extinto em 1999, mas continua pagando, às custas da União, aposentadorias generosas para a elite política do país.

Segundo a revista Congresso em Foco, o instituto dos congressistas já consumiu 2 bilhões de reais dos cofres públicos, após 16 anos de sua extinção.

De quatro em quatro anos, novas pensões são concedidas.

O artifício é o beneficiado ter sido parlamentar até 1999, data de uma lei que “extinguiu” o IPC.

Em Pernambuco, vários são os beneficiários. Os mais famosos são a ex-primeira-dama Renata Campos e seus filhos menores, que receberam pensões vitalícias logo após o falecimento do ex-governador. Eduardo Campos foi eleito deputado em 1994, por isso cumpria o requisito de ter sido deputado antes da extinção do IPC. O peculiar é que Eduardo, após assumir este mandato em 1995, se licenciou para ser secretário estadual de Miguel Arraes, só voltando ao mandato de parlamentar em 1998, nos últimos meses da legislatura.

Assim, Renata Campos e seus filhos foram beneficiados com uma pensão especial vitalícia decorrente de um exercício de pouquíssimos meses de Eduardo como deputado federal. Renata recebe 7 mil reais por mês e cada um dos filhos menores cerca de 700 reais. Renata Campos acumula esta pensão com o salário de auditora do TCE, de 24 mil reais mensais.

Outro beneficiário pernambucano é Marco Maciel (DEM), que recebe uma pensão de 30 mil reais como ex-senador, que acumula com outra pensão de 30 mil reais como ex-governador, esta recentemente atualizada pelo Governo do Estado.

O vereador Vicente André Gomes (PSB), presidente da Câmara do Recife, também recebe uma pensão vitalícia de 30 mil reais, por invalidez permanente, como ex-deputado federal. O TCE questionou a acumulação com o mandato de vereador, mas, como a verba é federal, concluiu que somente o Tribunal de Contas da União (TCU) poderia cassar o benefício.

Com informações do Congresso em Foco

Últimas notícias