Prefeito de Cabrobó diz que não foi convidado para visita de Dilma

jamildo
Cadastrado por
jamildo
Publicado em 06/05/2016 às 14:05
Leitura:

RSF_Dilma_Belo_Monte003_05052016

Antigo opositor ao governo da presidente Dilma Rousseff, o prefeito de Cabrobó, no Sertão de Pernambuco, Auricélio Torres (PSB), disse à Rádio Jornal que não foi convidado para a vistoria que Dilma faz nesta sexta-feira (6) à estação de bombeamento 2 (EBI-2). “Lamentavelmente eu não fui informado de nada”, disse o prefeito.

Filiado a um partido que fez parte do Governo Lula e participou do primeiro mandato de Dilma, Auricélio tem divergências políticas com a presidente. Em 2014, ele planejou um protesto contra a petista durante visita oficial. Atualmente o PSB faz oposição ao governo da presidente Dilma.

O prefeito disse ainda que a agenda da presidente está “rasgando os princípios da institucionalidade”. “Nas outras visitas, nós sempre fomos informados para recepcioná-la. Desta feita, visitaram o legislativo, mas o prefeito, não”, comentou. Perguntado se pretendia ir ‘beijar a mão’ da petista, Auricélio disse que “não é do meu feitio ir à festa dos outros sem ser convidado”. No município, oito dos 12 vereadores fazem oposição ao prefeito do PSB. O grupo é aliado do PT, enquanto o prefeito faz oposição.

Em entrevista a Geraldo Freire, Auricélio também comentou sobre falhas na estrutura do canal de bombeamento inaugurado no ano passado. De acordo com o Ministério da Integração, 86,3% da obra de transposição do Rio Francisco já está concluído. Outro socialista que não vai ao evento é o governador Paulo Câmara (PSB), que enviou em seu lugar o secretário de Desenvolvimento Econômico de Pernambuco,Thiago Norões.

Últimas notícias