Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

"Vão pegar ela", diz Sarney sobre Dilma em gravação. Petista responde que ele não tem credibilidade

Blog de Jamildo
Blog de Jamildo
Publicado em 26/05/2016 às 18:50
Foto: Antonio Cruz/ABr
Foto: Antonio Cruz/ABr
Leitura:

Em mais uma gravação feita pelo ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado de conversas com lideranças do PMDB, o partido do presidente interino Michel Temer, o ex-presidente José Sarney (AP) diz sobre a presidente afastada Dilma Rousseff (PT): "Vão pegar ela". A afirmação é sobre o avanço da Operação Lava Jato e as consequências de uma possível delação premiada da cúpula da Odebrecht, uma das empreiteiras envolvidas em crimes investigados.

LEIA TAMBÉM

» Sarney diz em gravação que foram negociadas ‘certas condições’ no Congresso para Temer assumir

» Gravações: Sarney promete ajudar Sérgio Machado a escapar de Moro, mas ‘sem advogado’

"Vão abrir, vão contar tudo. Vão livrar a cara do Lula. E vão pegar a Dilma. Porque quem tratou diretamente sobre o pagamento do João Santana foi ela", afirma Sarney no áudio revelado pela TV Globo.

» “Aécio é o cara mais vulnerável do mundo”, afirma Machado em conversa com Renan

Foto: AFP Foto: AFP

Dilma respondeu em nota, na tarde desta quinta-feira (26). "Comentários feitos em conversas entre terceiros e que não apontam a origem das informações não têm nenhuma credibilidade", disse. Veja a íntegra:

"Acerca da divulgação do teor de conversas gravadas em que se atribui à presidenta Dilma Rousseff a solicitação de pagamento ao publicitário João Santana pela empresa Odebrecht, cumpre esclarecer que:

1. Todos os pagamentos feitos ao publicitário João Santana na campanha da reeleição de Dilma Rousseff totalizaram R$ 70 milhões (R$ 50 milhões no primeiro turno e R$ 20 milhões no segundo turno). Os referidos pagamentos foram regularmente contabilizados na prestação de contas aprovadas pelo TSE.

2. Os valores destinados ao pagamento do publicitário, conforme indica a prestação de contas, demonstram por si só a falsidade de qualquer tentativa de que teria havido outro pagamento não contabilizado para a remuneração dos serviços prestados.

3. É curioso que pessoas que estiveram distantes da coordenação da campanha presidencial, de sua tesouraria, possam dar informações de como foram pagos e contabilizados os recursos arrecadados legalmente para a sua realização. Comentários feitos em conversas entre terceiros e que não apontam a origem das informações não têm nenhuma credibilidade.

4. As tentativas de envolver o nome da presidenta Dilma Rousseff em situações das quais ela nunca participou ou teve qualquer responsabilidade são escusas e direcionadas. E só se explicam em razão de interessem inconfessáveis."

» Tucanos dizem que Sérgio Machado tenta incriminar Aécio Neves a todo custo na Lava Jato

» Renan chama Janot de ‘mau caráter’ em gravação divulgada por TV

» Defesa de Dilma pretende utilizar declarações de Romero Jucá

Últimas notícias