Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Sílvio Costa ataca PSB e cobra explicações sobre Operação Turbulência

Blog de Jamildo
Blog de Jamildo
Publicado em 22/06/2016 às 17:37
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Foto: Antonio Cruz/Agência Brasil
Leitura:

"Não podemos construir em nosso Estado a prática da ética da malandragem". É o que afirma o deputado federal Sílvio Costa (PTdoB-PE), aliado da presidente afastada Dilma Rousseff (PT), ao pedir explicações do PSB sobre a Operação Turbulência. Conduzida pela Polícia Federal, a investigação descobriu esquema de lavagem de dinheiro envolvendo empresas pernambucanas, inclusive as que compraram o jatinho usado pelo ex-governador Eduardo Campos (PSB) na campanha à presidência, em 2014, quando morreu na queda do mesmo avião.

LEIA TAMBÉM

» Provas usadas na Operação Turbulência são de inquérito sobre suposta propina na campanha de Eduardo Campos em 2010

» Empresa que comprou jatinho usado por Eduardo Campos está em nome de um pescador

"Lamentavelmente, este partido está fugindo do debate, em um nítido desrespeito ao povo pernambucano e aos brasileiros", afirmou o deputado. "Não acho razoável que os principais atores do PSB deem como resposta a falácia de que confiam na idoneidade do ex-governador Eduardo Campos que, lamentavelmente, não está mais aqui para se defender. É preciso que a Executiva do PSB, o governador Paulo Câmara e o prefeito Geraldo Júlio respondam duas questões básicas: Por que o governador estava andando em um avião que foi pago por uma peixaria? Por que 14 pequenas empresas de Pernambuco movimentaram R$ 600 milhões?", perguntou o parlamentar, que é pai do deputado estadual Sílvio Costa Filho (PRB), pré-candidato à Prefeitura do Recife contra o socialista Geraldo Julio.

» PF apreende dinheiro, carros de luxo e armas na Operação Turbulência

» Operação Turbulência: advogado diz que Aldo Guedes não fez delação premiada

Sílvio Costa ressaltou que há outras operações em curso em Pernambuco, como a Fair Play, para investigar superfaturamento na Arena Pernambuco. "O prefeito Geraldo Julio foi o presidente do Comitê Gestor da Parceria Público-Privada com a Odebrecht e o atual governador Paulo Câmara era o vice-presidente", atacou o deputado.

Em tom de ironia e vingança, Sílvio Costa lembrou que, na campanha de 2014, Armando Monteiro Neto (PTB), então disputando o Governo de Pernambuco contra Paulo Câmara, convocou uma coletiva de imprensa para cobrar publicamente informações sobre a compra do avião. Porém, por não apresentar informações novas em relação ao que já havia sido divulgado, virou memes e piada na internet. O deputado ironizou o PSB usando uma frase que, segundo ele, foi usada por aliados dos socialistas após a entrevista de Armando Monteiro: "A montanha pariu muitos ratos".

» Agora na Operação Turbulência, FBC volta a ser citado em suposto esquema para campanha de Eduardo Campos

» Fernando Bezerra Coelho nega envolvimento com esquema investigado na Operação Turbulência

Chamando o PSB de "ingrato", Sílvio Costa criticou os deputados do PSB de Pernambuco por terem votado a favor da admissibilidade do impeachment. "Os governos socialistas, em Pernambuco, receberam inigualável apoio dos governos Lula e Dilma. Todos os grandes investimentos que ocorreram em Pernambuco vieram graças a Lula e Dilma. Em troca, os socialistas pagaram com a ingratidão", reclamou. "Os socialistas foram tão cruéis que, se o Senado eventualmente ratificar a decisão da Câmara, a presidente Dilma ficará inelegível por oito anos."

» Envolvido na Operação Turbulência é preso enquanto malhava em academia no Recife

» PF investiga compra de jatinho que transportava Eduardo Campos em campanha presidencial e esquema milionário de lavagem de dinheiro

Últimas notícias