"Não tenho vergonha do PSB", diz Geraldo Julio em sabatina

jamildo
Cadastrado por
jamildo
Publicado em 30/08/2016 às 9:28
Foto: Roberto Pereira/PSB
Foto: Roberto Pereira/PSB
Leitura:

Durante sabatina realizada pelo Sistema Jornal do Commercio de Comunicação, na manhã desta terça-feira (30), o candidato a reeleição no Recife pelo PSB, Geraldo Julio, afirmou nos estúdios da Rádio Jornal não ter vergonha de seu partido.

Geraldo foi questionado se a decisão de utilizar poucos materiais que envolvam a sigla teria relação com a Operação Turbulência, deflagrada em junho deste ano para investigar um esquema que liga empresas de fachada à compra do avião Cesna Citation, usado pelo ex-governador Eduardo Campos (PSB) no dia do acidente em que ele e mais seis pessoas morreram, em agosto de 2014, em Santos (SP).

>> Geraldo Julio faz campanha no Ibura

>> Em primeiro ato de campanha, Geraldo Julio diz que resgatou Recife

O socialista defendeu os trabalhos realizados pela sigla e disse sentir orgulho do PSB. "Não tenho vergonha do Partido Socialista Brasileiro. Nosso partido fez uma transformação em Pernambuco, melhorou educação e condição de trabalho. Nossos alunos tiveram as ótimas notas na Olimpíada de Matemática e implantamos robótica nas escolas. Estas são transformações de quem tem partido, tenho orgulho do partido que milito", destacou o prefeito do Recife.

OUÇA A ÍNTEGRA:

O Partido Socialista Brasileiro negou a existência de qualquer ato ilícito durante a campanha do ex-governador de Pernambuco Eduardo Campos (PSB) durante sua corrida à reeleição em 2010. Em nota enviada enviada na tarde desta terça-feira (21), assinada pelo presidente nacional do partido, Carlos Siqueira, os socialistas afirmam ter plena confiança na conduta de Eduardo, morto em 2014.

A operação da Polícia Federal virou um dos principais motes de críticas dos adversários de Geraldo. Na oficialização do candidato do PT no Recife, João Paulo, o deputado federal Silvio Costa disse que a Operação Turbulência “liquidou” o PSB de Pernambuco. "Seus desdobramentos irão derrotar o prefeito Geraldo Júlio agora em 2016 e o governador Paulo Câmara em 2018", atacou Costa.

>> "Vamos colocar nossa alma nesta campanha", diz Fernando Bezerra

MARCA

marca

Diferente do candidato do PSB em Olinda, Antônio Campos, que vem utilizando a tradicional marca do partido em campanha 'É 40', Geraldo aderiu a uma nova marca, o 'G40'. A assessoria do prefeito disse, quando lançada a nova marca, que aposta em uma tendência que se vê no futebol, como CR7 (Cristiano Ronaldo) e R10 (Ronaldinho Gaúcho). "Não existe um padrão nacional de qual marca usar, nós inovamos e a população tem elogiado", disse Geraldo Julio.

PESQUISA

A pesquisa IPMN apontou um empate técnico entre os candidatos João Paulo (PT) e o prefeito Geraldo Julio (PSB). Na estimulada, o ex-prefeito do Recife João Paulo surge com 27,7% das intenções de voto. Logo atrás dele, embora em empate técnico, em função dos quatro pontos percentuais da margem de erro da pesquisa, aparece o socialista com 25,3% das intenções de voto.

Assista a sabatina:

Últimas notícias