Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

No Ceará, governadores do Nordeste buscam posição conjunta sobre reforma na Previdência

jamildo
jamildo
Publicado em 29/03/2017 às 11:51
img-aluisio-moreira-81992495779_17 FOTO:
Leitura:

O governador Camilo Santana (PT) é o anfitrião, nesta quarta-feira, de mais um encontro dos Governadores do Nordeste, no Palácio da Abolição. O evento se desenrola desde o final da manhã e segue pela tarde, com reuniões internas.

O encontro é fechado para a imprensa. Somente ao final, a reunião será aberta para o governador Camilo Santana e os demais governadores concederem entrevista coletiva.

Uma semana depois de o presidente Temer ter dito que iria lavar as mãos, em relação aos Estados, a reforma da Previdência é o principal tema da agenda dos governantes.

O governador Paulo Câmara, cujo partido vacila na defesa das reformas, também participa do encontro em Fortaleza.

Antes de viajar, nesta terça-feira, no Recife, o governador Paulo câmara comentou a intenção do presidente Michel Temer (PMDB) de dar um prazo de seis meses para que estados e municípios façam as próprias reformas previdenciárias.

“Vi isso pela imprensa e preciso entender melhor o que é. Precisamos ver como isso se vai adequar à realidade da nossa previdência. Esse debate ficou prejudicado pela ausência de informações mais concretas de como vão ser, efetivamente, as alterações dessa Proposta de Emenda Constitucional que está no Congresso. Um dos temas (do encontro) é vermos um conjunto de indagações que precisam ser feitas ao governo federal para termos mais clareza nesse debate”, afirmou, de acordo com o JC.

Nesta terça-feira, no Congresso, o relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Oliveira Maia (PPS-BA), confirmou que o governo está debatendo a possibilidade de dar um prazo para estados e municípios fazerem as suas reformas previdenciárias.


Caso isso não ocorra, os servidores estaduais e municipais devem passar a seguir as regras para os servidores federais que forem aprovadas pelo Congresso.

Segurança pública e finanças também estão na pauta.

Desde janeiro de 2015, esse será o sexto encontro dos governadores do Nordeste.

Últimas notícias