Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Ministério da Defesa apoia manifestação do comandante do Exército

Douglas Fernandes
Douglas Fernandes
Publicado em 04/04/2018 às 8:31
Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil
Foto: Fabio Pozzebom/Agência Brasil
Leitura:

Estadão Conteúdo - O Ministério da Defesa divulgou nota de apoio à manifestação do comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas, na noite desta terça-feira (3) dizendo que ele mantém "a coerência e o equilíbrio". Mais cedo, em sua conta no Twitter, o militar escreveu que o Exército "julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade e de respeito à Constituição, à paz social e à Democracia, bem como se mantém atento às suas missões institucionais".

Villas Bôas não fez referência direta ao julgamento do habeas corpus do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, marcado para esta quarta-feira (4) mas disse que "nessa situação que vive o Brasil, resta perguntar às instituições e ao povo quem realmente está pensando no bem do País".

A nota do Ministério da Defesa diz que "o comandante do Exército mantém a coerência e o equilíbrio demonstrados em toda sua gestão, reafirmando o compromisso da Força Terrestre com os preceitos constitucionais, sem jamais esquecer a origem de seus quadros que é o povo brasileiro." O texto também afirma que Villas Bôas "manifesta sua preocupação com os valores e com o legado que queremos deixar para as futuras gerações", em "uma mensagem de confiança e estímulo à concórdia".

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), por sua vez, disse que "em momentos de turbulência, quando setores da sociedade se posicionam de diferentes formas, não se deve questionar o respeito à Constituição". "Cada órgão do Estado deve seguir exercendo suas funções nos limites estabelecidos por ela. É hora de buscar a união do País com serenidade", afirmou.

A presidente do PT, Gleisi Hoffmann, afirmou que, "assim como afirma o general Villas Bôas", o partido defende "o combate à impunidade e o respeito à Constituição, inclusive no que diz respeito ao papel das Forças Armadas". "E o respeito à Constituição implica na garantia da presunção de inocência", disse a petista.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), declarou: "O general Villas Bôas é homem de bem, equilibrado e patriota. Tem o meu respeito nas suas manifestações".

Últimas notícias