Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Marília Arraes acredita que decisão nacional não é vontade de Lula

Blog de Jamildo
Blog de Jamildo
Publicado em 02/08/2018 às 18:56
Marília Arraes
Marília Arraes
Leitura:

Acontece na tarde desta quinta-feira (2) o Congresso Estadual do Partido dos Trabalhadores no Recife Praia Hotel, em Boa Viagem. Apesar da decisão nacional do partido de firmar aliança com o PSB em Pernambuco, a vereadora do Recife Marília Arraes se mantém pré-candidata ao governo do Estado e afirmou que a decisão da Executiva Nacional não tem a orientação do ex-presidente Lula.

Perguntada sobre se de fato a orientação nacional do PT tinha o aval de Lula, Marília brincou. "Aí você tem que perguntar a ele", e emendou. "O recado que eu recebi de Lula foi pra a gente tocar a campanha que se ele estivesse aqui ele estaria na campanha da gente", disse.

LEIA TAMBÉM

» Gleisi confirma aliança com o PSB em Pernambuco

» Deputado Silvio Costa, de PE, é cotado para assumir a vice de Ciro Gomes

» Nas redes socialistas, equipe de Paulo Câmara tripudia Marília. ‘Lula escolheu Paulo’

» Aliados de Marília chamam acordo com PSB de ‘balcão de negociatas’

» Após acordo com PT, Paulo fala em união para defender Lula

Também no encontro estadual, o senador Humberto Costa (PT) foi questionado sobre se a decisão tinha o apoio de Lula e foi direto na resposta. "Você acredita que exista alguma coisa que seja aprovada no PT que não tenha o apoio e o conhecimento de Lula?", afirmou.

"A gente tem a responsabilidade de manter a candidatura aqui que é forte, que é uma candidatura pra ganhar a eleição e tem condição de fazer a defesa de Lula. O PT é um partido muito democrático que escuta suas bases e a prova é que estamos aqui fazendo essa discussão e mandando a visão que o Estado tem sobre o cenário politico e o papel que o PT deve ter em Pernambuco", afirmou Marília.

Sobre a recomendação da executiva estadual para que os delegados locais seguissem a orientação da Executiva Nacional do partido, Marília negou a possibilidade. "Os delegados vão votar de acordo com suas consciências. Eles não são pessoas que foram colocados ali a toa. 300 pessoas hoje vão decidir qual é o futuro de Pernambuco. Porque nossos adversários sabem, aliás a sociedade inteira sabe, que a gente sendo candidato a gente ganha a eleição e hoje os delegados vão decidir. Nós estamos aqui para fazer valer o que a base do partido quer".

Ao ser questionada sobre a expectativa para o encontro, a petista comemorou o fato do evento estar sendo realizado. "Finalmente está acontecendo. O encontro foi adiado três vezes por pressão do PSB, sabendo que a base do PT quer candidatura própria e nós temos a expectativa de sempre, de ganhar o encontro e confirmar a candidatura", contou alfinetando o lado socialista.

"É obrigação nossa fazer essa resistência, porque essa candidatura não é só nossa, não é de Marília Arraes, é uma candidatura que hoje representa um sentimento da base do partido, um resgate de nosso campo político no Estado", finalizou Marília Arraes.

Últimas notícias