Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Paulo Câmara banca apoio ao ‘Juntas’ e impõe derrota a bancada evangélica e bolsonarista na Alepe

jamildo
jamildo
Publicado em 14/02/2019 às 14:07
Leitura:

O governo Paulo Câmara atropelou a oposição na Alepe e conseguiu eleger o coletivo 'Juntas', do PSOL, na presidência da Comissão de Direitos Humanos da Alepe, nesta quinta-feira.

Com a imposição de força, o governo do Estado deu um recado claro à bancada evangélica e bolsonarista que chegou à casa com a renovação dos deputados nas últimas eleições estaduais.

Havia mais em jogo, dia o barulho nas galerias e corredores. Seria a primeira derrota imposta à nova oposição, mais alinhada com o senador Fernando Bezerra Coelho.

Antes mesmo da votação, por aclamação, para evitar um placar que demonstrasse vitoriosos e derrotados, dois representantes da Oposição já haviam jogado a toalha.

O líder da Oposição, Marco Aurélio, saiu exaltado do encontro da comissão. “foi uma 'tratoragem' do líder do Governo o que estão fazendo aqui, nessa Comissão", afirmou.

O deputado Joel da Harpa, bolsonarista, culpou o PC do B pela interferência.

“Será que é uma imposição da vice-governadora escolhida para o atual mandato, Luciana Santos, que sempre foi defensora do movimento LGBT?”

“O Governo do Estado não aprendeu com o transtorno causado pela insistência na apresentação da peça “O Evangelho Segundo Jesus, Rainha do Céu” no Festival de Inverno de Garanhuns a qual propõe que, se Jesus voltasse a viver nos dias de hoje, viveria no corpo de uma travesti”, afirmou.

Clima tenso na votação

O clima do encontro da Comissão foi tenso. O deputado estadual Marco Aurélio perguntou a Jô Cavalcanti, do Juntas.

"Vossa excelência, afinal de contas é Oposição ou é Governo", questionou.

Jô Cavalcanti gaguejou e disse que não precisaria responder.

A oposição reclamou de interferência na composição das comissões da Assembléia Legislativa somente para colocar a Juntas na liderança da Comissão.

A vitória dos governistas foi obtida graças a uma manobra regimental. O líder do governo, Isaltino Nascimento, realizou uma importante manobra, sacando o deputado evangélico e entrando em seu lugar.

A oposição chegou a ameaçar retirar a deputada Jô, mas como ela foi indicada pelo governo Paulo Câmara isto não poderia ser feito pelo lider Marco Aurélio sem ferir o regimento.

Na legislatura passada a Comissão de Direitos Humanos da Alepe era presidida por Edilson Silva (Psol), que fazia oposição a Paulo Câmara na casa. Dai a oposição estar reclamando que o comando deveria ser da oposição.

LEIA TAMBÉM

» Líder da oposição retira Juntas da Comissão de Direitos Humanos

» Clarissa Tércio diz que Palácio ‘apadrinha’ o ‘Juntas’ na Alepe, com manobra de Isaltino

» Isaltino assume lugar de Adalto Santos para garantir voto de minerva em favor do ‘Juntas’

» ‘Juntas’ diz que não desiste de comissão na Alepe. Clarissa Tércio sai da toca e assumiu candidatura

Últimas notícias