Bolsonaro se reúne com viúva de Ustra e o chama de 'herói'

Fillipe Vilar
Fillipe Vilar
Publicado em 08/08/2019 às 16:26
Foto: Alan Santos/Presidência da República
Foto: Alan Santos/Presidência da República
Leitura:

O presidente da República Jair Bolsonaro (PSL) se reuniu nesta quinta-feira (8) com a víuva do coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, que comandou o Doi-Codi no período da ditadura militar e que praticou tortura segundo a Justiça.

Na quarta (7), Bolsonaro anunciou a visita de Maria Joseíta Brilhante Ustra. Na ocasião, o presidente chamou o torturador de "herói". O fato repercutiu no Twitter e na tarde desta quinta era o segundo assunto mais comentado do Brasil na rede social.

LEIA TAMBÉM

»Bolsonaro cita livro de Ustra, acusado de tortura, como de cabeceira

»Bolsonaro lembra militares de 64 e coronel Ustra ao declarar voto a favor do impeachment

Apoiadores e opositores do presidente repercutiram a fala.

Jair Bolsonaro já defendeu Ustra em outras oportunidades. Na ocasião da votação do impeachment de Dilma Rousseff, em 2016, quando ainda era deputado, o pesselista dedicou ao torturador o seu voto a favor do impeachment da ex-presidente.

Este ano, como presidente, ele citou o livro escrito por Ustra, "A Verdade Sufocada", como de cabeceira.

Últimas notícias