Paulo Câmara diz que Moro fez 'revelações contundentes' ao sair do governo Bolsonaro

José Matheus Santos
Cadastrado por
José Matheus Santos
Publicado em 24/04/2020 às 12:59
Paulo Câmara e Sérgio Moro (Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem)
Paulo Câmara e Sérgio Moro (Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem)
Leitura:

O governador de Pernambuco, Paulo Câmara (PSB), disse que "preocupam" as acusações de Sergio Moro contra o presidente Jair Bolsonaro.

"A saída do Ministro Moro evidencia a instabilidade do governo federal, mas preocupa também por outra revelação contundente: a ameaça de ingerência política nas ações policiais. O país precisa de instituições fortes, de soluções que só podem vir da construção democrática, conduzida por valores republicanos. Enfrentar uma pandemia já é desafio suficiente, demanda ação conjunta e integrada. A começar pelo governo nacional", disse Paulo Câmara.

LEIA TAMBÉM:

> Sergio Moro deixa Ministério da Justiça e acusa Bolsonaro de interferência política na PF

> PCdoB quer ida de Moro à Câmara para falar sobre acusações a Bolsonaro. Rede Sustentabilidade vai pedir impeachment

> Ex-ministro da Saúde, Mandetta elogia Sergio Moro e diz que ‘outras lutas virão’

"É inaceitável a insistência em criar problemas, diante de uma crise crescente, que ameaça a vida das pessoas. Serenidade e responsabilidade são princípios imprescindíveis. As ações em favor do povo brasileiro merecem respeito e priorização", disse o governador de Pernambuco.

LEIA MAIS:

> Associação dos Delegados da PF cobra ao Congresso aprovação de mandato para diretor da corporação

> Bolsonaro exonera diretor da Polícia Federal, Maurício Valeixo, indicado por Sergio Moro

Últimas notícias