Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Instituto Humanize também nega irregularidades em hospital de campanha em Jaboatão dos Guararapes

Larissa Santana de Lira
Larissa Santana de Lira
Publicado em 10/07/2020 às 19:55
Foto: Reprodução FOTO:
Leitura:

Na manhã desta sexta-feira (10), o Blog informou que a Secretária de Saúde de Jaboatão dos Guararapes iria encerrar, antes do tempo previsto, o contrato sem licitação para operação do hospital de campanha da cidade. A  decisão teria sido tomada para acatar um alerta de responsabilização da conselheira Teresa Duere, relatora das contas no Tribunal de Contas do Estado (TCE). Além da prefeitura, o Instituto Humanize, que realizou o gerenciamento dos serviços de saúde do hospital, também se posicionou sobre a situação. 

Em nota, o Instituto explica que a contratação foi feita nos moldes previstos pela Lei 13.979/2020 e sob a responsabilidade do município de Jaboatão. "Não há qualquer excepcionalidade na contratação direta numa situação emergencial de pandemia, sendo esse o modelo adotado em todo o mundo", reforça. 

LEIA TAMBÉM

> Hospital de Campanha será desativado em Jaboatão devido redução de casos de coronavírus, diz Prefeitura

O Instituto também salienta que o contrato foi executado de forma "exitosa e exemplar, não havendo qualquer questionamento em relação a isso". 

"O Instituto adotou as melhores práticas e contribuiu de forma efetiva e concreta para o salvamento de muitas de vidas. O objetivo finalístico foi atingido e isso foi reconhecido por toda a sociedade, inclusive pelos Órgãos de Controle", completa. 

Assim como a Prefeitura de Jaboatão, o Instituto também justificou que o encerramento do contrato aconteceu por causa de redução no número de pacientes atendidos pelo hospital.  

 

Últimas notícias