Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

O papel da Amazônia no combate ao aquecimento global. Por José Neves

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 05/09/2020 às 9:20
Foto: Pixabay
Foto: Pixabay
Leitura:

Por José Neves Filho, em artigo enviado ao blog

O Dia da Amazônia, celebrado em 5 de setembro, materializa a preocupação com a maior reserva natural do planeta em um cenário em que o desmatamento e o avanço da exploração agrícola ameaçam a floresta e seus ecossistemas. Esse bioma é fundamental para o equilíbrio ambiental e climático do mundo e a conservação dos recursos hídricos, uma vez que sua biodiversidade está conectada com a vida de todo o planeta.

Por sua extensão e propriedades, a Amazônia influencia o regime de chuvas em toda a América do Sul, e parte importante do mundo ocidental, contribuindo para estabilizar o clima global. Além disso, ainda é a floresta com maior biodiversidade do mundo, com uma grande quantidade de espécies desconhecidas por cientistas, principalmente nas áreas mais remotas. Num cenário de constantes alterações climáticas globais, articulações multifacetadas são mais importantes do que nunca.

A Prefeitura do Recife vem cumprindo seu papel tomando medidas e engajando a população em ações de combate aos seus efeitos, além do comprometimento global, do engajamento internacional e de trabalhar pela mobilização das administrações locais na América do Sul, nós temos compromissos com a nossa cidade. Estabelecemos diretrizes e determinantes para as políticas públicas iniciadas no processo de resposta à emergência climática com olhar transversal e intersecretarial do prefeito Geraldo Julio. Com o intuito de incentivar o cuidado com os animais, a biodiversidade, preservação e a importância e influência que eles têm na vida das pessoas, são realizadas ações de educação ambiental em diversos eixos da sociedade, assim como o Sistema Municipal de Unidades Protegidas do Recife - SMUP e a distribuição do território das Unidades de Conservação da Natureza (UCN), incentivando a preservação das áreas verdes e o aumento da arborização da cidade.

O desmatamento na Amazônia brasileira atingiu uma máxima de 11 anos em 2019 e aumentou outros 34% nos cinco primeiros meses de 2020, de acordo com dados preliminares do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). Investidores internacionais reivindicam mais esforços do Governo Federal contra o desmatamento e esperam resultados mais concretos. Em julho, sete grandes empresas de investimento europeias chegaram a sinalizar que desinvestirão em produtores de carne, operadoras de grãos e até em títulos do governo do Brasil se não virem progresso rumo a uma solução para a destruição crescente da Floresta Amazônica.

As metas ambiciosas devem ser incorporadas para a restauração do bioma em larga escala e garantir a integridade e conservação das áreas protegidas que hoje estão ameaçadas pela ambição do ser humano. Essas iniciativas vão contribuir com a diminuição das emissões de gases de efeito estufa, contribuir com a preservação do bioma e reduzir os riscos de mudanças climáticas no mundo em que vivemos.

*José Neves Filho é secretário de Meio Ambiente e Sustentabilidade do Recife.

Últimas notícias