Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Aline Mariano cobra nomeação de gestores governamentais e assistentes de gestão aprovados em concurso da PCR

jamildo
jamildo
Publicado em 26/10/2020 às 14:30
Foto: Divulgação
Foto: Divulgação
Leitura:

A vereadora Aline Mariano (PP) participou de uma reunião com o Secretário de Administração e Gestão de Pessoas da Prefeitura do Recife, Marconi Muzzio, onde tratou da nomeação dos analistas em gestão governamental e dos assistentes de gestão pública aprovados em concurso iniciado em setembro de 2018 e homologado em Diário Oficial em março de 2019.

Acompanhada de uma comissão formada por gestores e assistentes aprovados no certame e de posse de um relatório elaborado pela categoria, a vereadora solicitou ao secretário de administração que a gestão desse celeridade ao chamamento e posse dos aprovados.

De acordo com o anexo I da Lei Municipal 18.186/2015 foram criados: 195 cargos de Analista de Gestão Administrativa, sendo que apenas 25 estão ocupados; 80 cargos de Analista de Planejamento, Orçamento e Gestão dos quais 5 foram preenchidos; e ainda 32 de Analista de Gestão Contábil onde apenas cinco foram chamados em Abril de 2019.

Segundo a vereadora, a Lei Municipal 18.210/2016, que regulamenta a carreira de Assistente de Gestão Pública no âmbito da SADGP, criou 50 (cinquenta) cargos da referida carreira, dos quais 20 foram nomeados, restando atualmente 35 cargos vagos a serem preenchidos.

“Nós temos duas situações que se tornaram cobranças legítimas por parte dos gestores governamentais aprovados. A primeira é que o concurso foi iniciado em 2018 e homologado no início de 2019 e grande parte dos aprovados no certame não foram chamados até agora para tomar posse. O segundo ponto de cobranças é o chamamento urgente para as vagas onde havia um servidor dessa área na prefeitura que por um motivo qualquer pediu exoneração e deixou o cargo no vácuo. Ou seja, nem a demanda dos aprovados e nem mesmo a reposição daqueles que saíram foi satisfatoriamente atendida. A conversa com o secretário Muzzio foi produtiva e a partir de agora vamos acompanhar a categoria até que todos os aprovados tomem posse dos seus cargos e comecem a servir à cidade do Recife”.

Últimas notícias