Ministério Público registra crimes eleitorais em Paulista

Blog de Jamildo
Cadastrado por
Blog de Jamildo
Publicado em 29/11/2020 às 17:48
Houve derramamento de santinhos. FOTO: REPROFUÇÃO
Houve derramamento de santinhos. FOTO: REPROFUÇÃO
Leitura:

Por Karoline Albuquerque

Twitter @eusoukaroline

O Ministério Público de Pernambuco (MPPE) divulgou ocorrências no município de Paulista, localizado na Região Metropolitana do Recife (RMR) norte, nesta domingo (29). Uma mesária foi detida, aglomerações e compra de votos foram registrados, além de um veículo realizando transporte irregular de eleitores. Este ano é a primeira vez em que a cidade tem segundo turno nas eleições municipais.

A mesária foi presa na Escola Estadual Maria Alves Machado, na Seção n.º 99, na 114ª Zona Eleitoral. O MP solicitou a prisão dela por orientar os eleitores a votarem em um os dois candidatos que concorrem no segundo turno do município. A mesária foi denunciada por pessoas que estavam na fila no local.

LEIA MAIS:

>É falso que hacker tenha atacado sistema de votos do TSE

>Pandemia, compra de votos e fake news afetaram campanhas, diz especialista

>Em balanço parcial, SDS registra 15 ocorrências de boca de urna em Recife e Paulista

“Ela foi encaminhada à delegacia onde firmou Termo Circunstanciado de Ocorrência e irá responder pelo crime em liberdade”, explicou a promotora de Justiça Eleitoral Rafaela Melo, que realizou o flagrante junto com a promotora Eleitoral Julieta Batista.

Outras ocorrências foram registrada na mesma escola. Primeiro, duas pessoas foram orientadas e detidas por realizarem aglomerações no entorno do local. Outro foi identificado por distribuir santinhos e dinheiro. Todos foram conduzidos à delegacia.

Aglomerações também aconteceram na 146ª Zona Eleitoral, no bairro de Pau Amarelo, descumprindo a Recomendação TRE n.º 372, que fala sobre aglomeração e também praticavam boca de urna. Lá, 46 pessoas foram detidas.

Essas pessoas estavam com uniformes de candidatos e praticando boca de urna em frente a colégios eleitorais.  "Devido ao volume de pessoas nós fizemos a qualificação de cada um e vamos realizar a instauração de inquérito no âmbito eleitoral”, disse a promotora de Justiça Eleitoral, Christiana Ramalho. 

Ainda nesta zona, um veículo foi apreendido por transportar eleitores de maneira irregular, na Escola Maestro Nelson Ferreira. Já na 12ª Zona Eleitoral, a Promotoria vai realizar uma representação por propaganda irregular, contra o candidato Francisco Padilha (PSB), por "derrame" de santinhos.

Últimas notícias