Vereadora do PT do Recife: 'se a Justiça Eleitoral não anular a eleição em Recife, ela pode fechar'

jamildo
jamildo
Publicado em 09/12/2020 às 14:45
FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
FOTO: FELIPE RIBEIRO/JC IMAGEM
Leitura:

No Brasil 247

Em entrevista ao jornal Brasil 247, a vereadora eleita do Recife Liana Cirne Lins (PT) contestou o resultado da eleição de João Campos (PSB), na capital pernambucana.

Em participação na TV 247 sobre os resultados do segundo turno, Liana, que foi a vereadora mais votada do PT no Recife, acusou o candidato do PSB de "compra de votos e boca de urna generalizada".

"Nós tivemos uma lavagem de compra de votos e de boca de urna que nós temos centenas de vídeos", afirmou Liana.

"Se a Justiça não anular a eleição de Recife, pode fechar a Justiça Eleitoral. Não tem serventia. Porque não existe um caso tão ululante de compra de votos como aconteceu em Recife", acrescentou Liana Cirne Lins.

"Nunca vi nada tão podre, tão sujo, tão rasteiro com foi a eleição de João Campos, este indigente moral e político, hoje no Recife", disse também a vereadora eleita.

Liana é uma das principais aliadas da candidata derrotada, Marília Arraes (PT). A vereadora eleita é professora de Direito concursada da UFPE.

 

Últimas notícias