Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

'Pernambuco pode agravar pandemia se houver descumprimento de protocolos no Reveillón e praias', diz secretário

José Matheus Santos
José Matheus Santos
Publicado em 30/12/2020 às 11:47
Foto: Acervo JC Imagem
Foto: Acervo JC Imagem
Leitura:

O secretário de Saúde de Pernambuco, André Longo, disse, nesta quarta-feira (30), que o estado poderá ter um agravamento da pandemia da covid-19 em janeiro, "se houver" descumprimento de protocolos de prevenção à doença durante o Reveillón e nas praias durante o primeiro mês de 2021.

"Se houver descumprimento de normas sanitárias nas festividades de Reveillón e nas praias no começo do ano, poderemos ter um agravamento da situação epidemiológica ainda em janeiro, contrariando a sazonalidade esperada que seria em fevereiro ou março", disse o secretário André Longo.

LEIA TAMBÉM:

> Pernambuco prorroga inscrições de programa de residência com 1.524 vagas e bolsas de R$ 3,3 mil na Saúde

> Pernambuco abre inscrições de seleção com 60 vagas para médicos intensivistas para reforçar combate à covid-19

"Precisamos da consciência de todos para que a gente evite a antecipação desse agravamento. Porque com o adiamento do agravamento poderemos contar com a chegada das vacinas e atenuar os efeitos da pandemia no primeiro trimestre de 2021", frisou o secretário de Saúde.

André Longo ainda disse que o governo poderá "tomar medidas duras em janeiro" para evitar situações graves da pandemia do coronavírus em Pernambuco a depender do comportamento de comerciantes, empresários e da população em geral em relação aos protocolos de prevenção. O secretário ainda criticou o uso incorreto de máscaras ou o não uso por parte da população nas ruas.

"Se 95% da população usasse a máscara de forma correta, manteríamos um índice de transmissibilidade abaixo de 1 e a pandemia teria um controle adequado. As pessoas não usam a máscara quando saem de casa e isso facilita a transmissão do vírus", afirmou o secretário de Saúde.

LEIA TAMBÉM: João Campos anuncia Fred Amâncio e Luciana Albuquerque como secretários de Educação e de Saúde do Recife

Em relação à abertura de novos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para paciente com quadro da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), André Longo afirmou que a medida é "preocupante".

"Precisamos abrir leitos porque é preocupante. Porque quando os doentes vão para a UTI o índice de mortalidade é alto, e a disponibilidade do leito de UTI não garante que a pessoa vá sobreviver".

Assista à entrevista coletiva na íntegra

Novos casos

Nesta quarta-feira (30), a Secretaria de Saúde de Pernambuco confirmou 2.512 casos da covid-19 e mais 20 mortes pela doença.

O estado totaliza 220.284 casos confirmados e 9.632 mortes pela covid-19, de acordo com o Governo do Estado.

Fiscalização

O secretário de Justiça de Pernambuco, Pedro Eurico, afirmou, durante a entrevista coletiva desta quarta, que o Estado não tem capacidade de fiscalizar o Reveillón em todos os 184 municípios e em todas as praias do litoral.

"Ninguém pense que o Estado vai conseguir chegar a todos os 184 municípios e todas as praias em um litoral de mais de 130 quilômetros. Nós estamos fazendo a nossa parte. A sociedade também tem que fazer a sua parte", disse Pedro Eurico.

O secretário ainda fez alerta aos jovens, que, apesar de serem menos atingidos pela mortalidade da covid-19 em relação a outras faixas etárias, podem ter vetores de transmissão da covid-19 para parentes com comorbidades ou idade avançada.

"Os jovens acham que são eternos, imortais, como se fossem 'He-Mans'. Não são. Muitos podem desenvolver a forma grave da covid e ainda serem carrascos de suas famílias", afirmou.

 

Últimas notícias