Blog de Jamildo - Tudo sobre política e economia com informação exclusiva, análise e opinião
Blog de Jamildo

Política do Recife, Pernambuco e do Brasil. Informações exclusivas, bastidores e tudo que você precisa saber sobre o mundo político

Veja situação de prefeituras que já anunciaram esquema de vacinação em Pernambuco

jamildo
jamildo
Publicado em 17/01/2021 às 15:20
Leitura:

Depois da aprovação da Anvisa, por unanimidade,  a vacinação contra o novo coronavírus está próxima de se tornar realidade em todo o Brasil.

João Campos disse a equipe que não quer ‘espetáculo’ com esquema de vacinação

A Prefeitura de Petrolina já havia divulgado o ‘Plano Municipal para a Operacionalização da Vacinação contra a Covid-19’.

O documento foi publicado na íntegra e tem o objetivo de apresentar a estrutura do município para o recebimento das vacinas, bem como, identificar o planejamento de todas as fases do processo de imunização, seguindo as diretrizes do Ministério da Saúde.

De acordo com a secretária de Saúde, Magnilde Albuquerque, tudo foi pensado para garantir que a população receba a vacina de forma organizada.

“Esse é mais um desafio que estamos iniciando. Entendemos que é um momento histórico, em que todos nós estamos ansiosos, porque é uma vacina que salva vidas, e é exatamente por isso, que o processo precisa ser conduzido com muita cautela, cuidado e planejamento. O plano foi pensado para definir nossas estratégias e garantir a qualificação das ações durante todo o processo de imunização, porém, é importante destacar que ele pode ser alterado de acordo com a evolução do processo”, frisou.

Além das atividades que serão adotadas após a chegada da vacina, o plano também apresenta dados sobre a situação epidemiológica do município, mostrando o trabalho feito pela gestão desde o início da pandemia, como a aquisição de testes rápidos para testagem em massa e equipes de monitoramento em feiras e aeroporto da cidade, que resultou em uma incidência e letalidade abaixo da média do país e do estado.

Paulista

Desde a semana passada a Prefeitura da cidade do Paulista já anunciava que, em conjunto com o Ministério da Saúde (MS), o Plano Nacional de Imunização (PNI) está sendo estruturado um Plano de Operacionalização para dar início à vacinação no município ao primeiro grupo.

Os primeiros vacinados do município poderão contar com diversos pontos de vacinação, sendo eles; 5 Policlínicas: William Nascimento, Josino Guerra, Correia Mandu, Adolfo Speck e Hélio Inácio. 3 centros de saúde; Sebastião Monteiro Amaral, João Abimael e Francisco Medeiros Dantas. 7 USF (Unidades de Saúde Familiar); USF Rural 1, USF Rural 2, USF Fragoso, USF Nossa Senhora Aparecida, USF Edgar Alves e USF Ana Nery. A cidade ainda vai contar com 2 pontos de drive-thru e 1 ponto de vacinação itinerante no Clube Municipal do Nobre.

A estimativa de imunizados para primeira fase está segmentada de acordo com o público alvo pertencente ao grupo de risco. O número de profissionais de saúde que serão imunizados é de aproximadamente 3.200. Já os idosos com 80 anos ou mais, estão em torno de 4.050. Pessoas de 75 a 79 anos são cerca de 4.450. A princípio este levantamento corresponde ao grupo de risco da primeira fase de imunização da vacina.

A Secretaria de Saúde diz estar buscando a melhor estratégia para dar início ao plano de imunização evitando aglomerações. Os métodos discutidos são: agendamentos, centros de vacinação itinerantes e drivers thrus. Haverá possivelmente ações com os profissionais de saúde para que eles realizem as vacinações de casa em casa (de acordo com as fases do plano), nas ILPI (Instituições de Longa Permanência para idosos) os profissionais de saúde realizarão a vacinação “in loco”.

A situação requer estratégias e táticas para atuação de acordo com as fases. Desse modo, profissionais da educação quando a imunização alcançar sua fase, serão vacinados em seus respectivos setores educacionais. Ocorrerá o mesmo com os membros das Forças de Segurança e Salvamentos, a imunização acontecerá em suas unidades de atuação.

Inicialmente a vacinação em Paulista será direcionada apenas ao grupo de risco, para reduzir a mortalidade do vírus. Os cidadãos que não fazem parte desses grupos prioritários precisarão aguardar de acordo com o cronograma estabelecido pelo Ministério da Saúde (MS). No entanto, deverão manter todas as regras de distanciamento social, usar álcool 70%, higienizar as mãos com frequência e usar máscaras adequadas.


Belo Jardim pronta para a vacinação

O governo Gilvandro Estrela, através da Secretaria de Saúde, também disse que tem seu plano de vacinação contra a Covid-19 definido. Por lá eles trabalham com a previsão de que as vacinas cheguem no dia 25 desse mês,

As doses vão ser destinadas em quatro fases, que serão iniciadas pelos profissionais de saúde, idosos acima de 75 anos e ou aqueles acima de 60 anos que vivem em asilos e casas de apoio.

Segundo o prefeito de Belo Jardim, Gilvandro Estrela, é um avanço que precisa ser comemorado, tendo em vista que a imunização é importante no combate ao novo Coronavírus.

“Belo Jardim prioriza a saúde do seu povo e saber que, pelo menos nessa primeira etapa, quem cuida da saúde de todos e os nossos idosos estarão imunizados é muito importante na esperança de combatermos a Covid. Eu mesmo já tive e sei que não é brincadeira”, explicou o prefeito.


Já a secretária Aline Cordeiro explicou que, para esse começo, foram determinadas as prioridades quanto ao público-alvo e vai segui-las. "Belo Jardim vai adotar a não polarização da aplicação das vacinas, devendo ser disponibilizadas em pontos diferentes. Para os profissionais da linha de frente da saúde, as doses seguirão para as unidades básicas onde serão ministradas. Para os idosos residentes em áreas com cobertura da saúde familiar, a vacinação será porta à porta".

Os que não se encaixarem nessa cobertura, deverão se dirigir ao Centro de Vacinação Covid, que funcionará na Policlínica Ulisses Lima. Em frente à ela, também vai ter um drive-thru. Os dois serviços estarão disponíveis de segunda a sábado, das 7h às 19h. Os idosos acamados e domiciliados em áreas descobertas, serão vacinados no próprio domicílio.

A secretária de saúde fez um alerta para a população quanto a manutenção dos cuidados para a não propagação do vírus.

“As medidas sanitárias devem continuar a ser implantadas. As pessoas devem ter a consciência de que apenas uma parcela será imunizada, mas todo o restante continuará suscetível à doença”, reforçou Aline.

-

Últimas notícias